Equipamentos – Luz Intensa Pulsada

19/01/2016

IPL-buona-vita

Envelhecimento, celulite, estrias, flacidez, manchas, rugas, acne… Sabemos que são incontáveis as disfunções estéticas que podem acometer tanto homens quanto mulheres e resultar, principalmente, em problemas psicológicos. Inúmeros também são os tratamentos disponíveis hoje que têm resultado rápido e satisfatório. Entre os recursos estéticos disponíveis, está o nosso assunto de hoje, a Luz Intensa Pulsada (IPL), um aparelho seguro e multifuncional que vai ajudar a amenizar muitos desses problemas sem que o paciente sinta dor.

Conversamos com a fisioterapeuta e coordenadora de treinamentos de uma rede de franquias de clínicas de fotodepilação e estética, Camila Torlai, que nos explicou como o tratamento funciona e quais as melhores formas de utilização do aparelho para obter os melhores resultados.

Buona Vita – Para começar, explique um pouco do funcionamento da IPL. Como ela atua?

Camila – A luz intensa pulsada atua, basicamente, até a segunda camada da pele, que é a DERME. Utiliza uma lâmpada flash (xênon ou xenônio) que emite luz filtrada e direcionada através de um cristal de quartzo ou safira. Sua ação ocorre pela Fototermólise Seletiva, que é um princípio pelo qual a energia se dirige a um cromóforo específico do tecido, não atingindo estruturas vizinhas.

Buona Vita – Você falou em cromóforos como receptores da luz no organismo. O que são cromóforos e qual a importância deles nos resultados dos tratamentos com IPL?

Camila – Cromóforos são substâncias capazes de absorver radiação (luz), modificando sua molécula original. Pode ser definido como uma substância que tem muitos elétrons capazes de absorver energia ou luz visível e excitar-se para assim emitir diversas cores, dependendo dos comprimentos de onda da energia emitida. A pele apresenta cromóforos endógenos – água, hemoglobina, melanina e a porfirina (produzida pela bactéria P. Acne na acne). No caso da Luz Intensa Pulsada o cromóforo absorve esta luz e transforma a energia luminosa em energia térmica com a finalidade de gerar calor nas células vizinhas, propiciando a ocorrência de micro lesões localizadas e controladas por meio da desnaturação térmica de moléculas selecionadas (Fototermólise Seletiva).

Buona Vita – Quais são as alterações estéticas mais indicadas para o uso da IPL?

Camila – Epilação (Fotodepilação), hiperpigmentação da pele, lesões vasculares (telangiectasias), envelhecimento cutâneo e acne.

Buona Vita – Agora, quais as contraindicações da luz pulsada?

Camila – Existem várias contraindicações, por isso precisamos realizar uma boa anamnese (prontuário estético) do nosso cliente. As mais comuns são: neoplasias, doenças desencadeadas pela luz, peles recentemente bronzeadas e fototipo VI, medicamentos e cosméticos fotossensíveis, gravidez, diabetes tipo I e tipo II sem autorização do médico, terapia anticoagulante e exposição solar direta pré e pós-tratamento.

Buona Vita – Existe uma limitação do uso da IPL de acordo com a faixa etária do cliente?

Camila – Como estamos trabalhando com uma radiação luminosa, não possui contra indicação a exposição. Mas orientamos que, dependendo do tratamento, fica restrito para algumas idades. Fotodepilação, fototerapia de mancha e acne tem indicação a partir dos 14 anos, por conta dos cuidados que o cliente precisa ter durante o tratamento, já no fotorrejuvenescimento orientamos a partir dos 25 anos devido a produção de colágeno.

Buona Vita – Sabemos que os cosméticos são excelentes aliados nos tratamentos com equipamentos. Quais são os produtos mais indicados para a associação com a IPL?

Camila – Os ativos fotoestimuláveis quando expostos a radiações de comprimento de onda específicas tem seu mecanismo de ação ativado por meio da penetração da luz gerada (fótons) nas substâncias que absorvem a luz (cromóforos). Essa absorção de fótons produz a bioestimulação do metabolismo celular e, consequentemente, um incremento na eficácia da fototerapia quando associada a cosméticos específicos.
Produtos com fatores de crescimento, como a linha Bio Intense ou Sensitive Organics da Buona Vita, que possuam ação calmante, refrescante, regeneradora, secativa, restauradora e hidratante, entre outros ativos desta linha que podem ser associados com a IPL.

Buona Vita – E quais cosméticos devem ser evitados nesse tipo de tratamento, por quê?

Camila – Cosméticos ou medicamentos fotossensíveis ou que sensibilizem a pele, como ácidos e as vitaminas A, C, E e K. Com o dano térmico causado na pele pela IPL, podemos gerar uma reação adversa ao tratamento.

Buona Vita – Quais as principais diferenças entre a IPL, o laser e o LED? Quais as vantagens de cada tratamento?

Camila – A diferença entre cada equipamento se dá pelo comprimento de onda, energia luminosa e ação do cromóforo, tendo assim um objetivo de tratamento.

•    IPL: Luz Intensa Pulsada (Intense Pulse Light) – é uma fonte de luz de alta intensidade, não direcionada e policromática (várias cores). A sua utilização tem revelado eficácia no tratamento de diversas afeções cutâneas.
Indicado para: eliminação do pelo, clareamento de manchas, tratamento de acne grau II e III, fotorrejuvenescimento, tratamento vascular.

•    Laser :  Light Amplification by Stimulated Emission of Radiation (amplificação da luz através de emissão estimulada de radiação) –  é um aparelho que produz um feixe de luz monocromática (uma única cor), gerada em alta energia, com raios sincronizados que caminham numa única direção, ou seja, atingem um alvo específico.
Cada tipo de laser é indicado para um tipo de tratamento: alterações pigmentares (lentigos, manchas hipercrômicas), alterações vasculares (hemangiomas, manchas “Vinho do Porto”, telangiectasias, vasos dos membros inferiores ou qualquer lesão vascular que responda a este tipo de tratamento), ceratoses seborreicas, dermatite ocre, efélides, epilação (eliminação de pelos), fotorrejuvenescimento (visando restaurar textura e cor), hiperpigmentação induzida por drogas, hiperpigmentação infraorbitária, hiperpigmentação residual (pós-inflamatória ou induzida por drogas), lentigos simples, mancha mongólica, manchas café com leite e pigmentos de tatuagem dos diversos tipos tatuagens.
Lembrando que o laser é um equipamento restrito, nem todos os profissionais podem manuseá-lo.

•    LED – Light Emitting Diode (diodo emissor de luz) – O LED não apresenta luz direcionada como o laser, sua luz atinge uma área mais ampla.
Indicado para: flacidez da pele, rugas, linhas de expressão, pós-operatório de cirurgia plástica, cicatrização, controle de manchas (clareamento) e acne.

 

  • Fernanda

    Bom dia! Gostaria de fazer a luz pulsada porém tomo medicação, Mesalazina, Amitriptilina e anticoncepcional Stezza, algum deles é fotossensivel? Obrigada!

    • Bom dia, a Mesalazina é um anti inflamatório, e a luz pulsada tem como contra indicação quando a paciente está fazendo uso de anti inflamatório.