Seu filtro solar protege contra a luz visível?

24/03/2016

Com o fim do verão muitas regiões do país já começam a desfrutar de dias menos ensolarados. A queda de temperatura e a menor incidência do sol são características comuns do outono. Com isso, muitos passam a não se preocupar tanto com o uso de protetor solar, mas esse descuido pode ser muito prejudicial para a pele, pois não são apenas os raios solares que causam danos cumulativos.

Por isso, mesmo para aqueles que usam regularmente o filtro solar, em todas as estações do ano, vale o alerta: seu produto protege contra a luz visível?

shutterstock_71658604A chamada luz visível é aquela emitida por lâmpadas, pela tela do computador, TV, tablet e celular, por exemplo, além de incluir a claridade que entra pela janela, mesmo quando não estamos expostos ao ar livre, pois ela também faz parte das radiações emitidas pelo sol e ele está lá todos os dias, mesmo quando o céu está mais nublado. Esse tipo de luz também pode ser considerada prejudicial para a pele no que se refere ao aparecimento de alterações inestéticas como manchas e envelhecimento, pois ela também interfere na produção de radicais livres, acelerando o processo de oxidação.

De um modo geral, os protetores solares oferecem apenas a proteção contra os ultravioletas, trazendo em suas embalagens as indicações de proteção UVA/UVB, que são considerados tipos de proteções química (absorção dos raios evitando que ultrapassem a epiderme) e física (que ajuda a refletir a radiação, como se fosse um espelho).

O ideal é sempre optar por um cosmético multifuncional, que ofereça, portanto, além as proteções química e física, a proteção biológica e contra a luz visível, com atuação antioxidante para reparo celular.

Se você tem pele oleosa, nossa indicação é o Hidra Milk Sun 140ml. E para quem tem pele normal a seca, o Solar Hidra Active 60g. Experimente!