Estrias – Tratamento seguro e eficaz

25/03/2016

estrias

assinatura-by-isabel

Olá profissionais da Saúde Estética. As estrias podem ser consideradas uma das alterações inestéticas que mais assustam quem sofre ou pode sofrer com seu aparecimento. Não escolhe idade, local e nem perfil preferido para deixar suas marcas: atinge homens, mulheres, adolescentes, gestantes, quem sofre com aumento e diminuição de peso ou até mesmo quem está com o corpo “em dia”. As causas e os locais variam, aparecendo geralmente no abdômen, glúteos, seios, coxas, culote, flancos, costas e braços. Mas não precisa ficar assustado, pois já existe tratamento estético seguro e eficaz para elas.

As estrias são consideradas lesões da pele que se dão pelo seu atrofiamento e rompimento de suas fibras colágenas, aparecendo normalmente em áreas que sofrem estiramento excessivo da pele. São mais comuns no abdômen, glúteos, seios, coxas, culote, flancos, coxas e braços, conforme a situação do estiramento e o sexo acometido, pois, embora seja mais frequente nas mulheres, também pode aparecer nos homens. O rompimento das fibras colágenas e elásticas pode ser agravado por situações como obesidade, efeito sanfona, gestação, aumento de massa muscular e a própria fase de crescimento (cujo surgimento se baseia na teoria mecânica), o que mostra que nem mesmo os adolescentes estão livres delas. E, para muitos, as marcas deixadas por essa alteração, inicialmente de caráter estético, podem vir a causar inclusive problemas emocionais, por isso a importância do trabalho do profissional de saúde estética intervindo para amenizar essas consequências.

Dentre os possíveis fatores que podem desencadear o processo inflamatório (quando há a alteração nas fibras de sustentação) estão as causas genéticas, portanto de caráter hereditário, e as causas epigenéticas, que envolvem a interação com o meio e os hábitos do indivíduo. Para muitos autores, o fator endocrinológico é tido como a principal causa dessa alteração (teoria endocrinológica), tendo influência da estimulação adrenocortical. Incluem a ação dos hormônios do estresse (cortisol), adrenalina, noradrenalina e corticoides.

estrias02A formação das estrias tem início com um aspecto de vermelhidão no local. Enquanto houver essa aparência vermelha/rosada, em que são conhecidas como estrias rubras (striae rubrae), é sinal de que ainda existe a inflamação e há maior probabilidade de sucesso no tratamento, pois ainda possui fibras elásticas. Na etapa seguinte, tornam-se de esbranquiçadas, chamadas de estrias alba (striae albae), a abrilhantadas (nacaradas), quando já não há mais os anexos com as fibras rompidas. Podem ser em menor ou maior número, sempre dispostas paralelamente umas às outras e no sentido perpendicular às linhas de fenda da pele.

Durante o processo dessas etapas elas passam por algumas evoluções: prurido, com sensação de repuxamento na pele e coceira; hiperemia, aparência na pele com lesões superficiais; estria recente, visivelmente avermelhada, com superfície mais atrófica; e por fim as estrias albas ou nacaradas, com aparência formação de cicatriz branca e sem vascularização do tecido no local.

O papel do tratamento estético e uso dos cosméticos é diminuir a formação e a intensidade das estrias. Quando associado o uso de terapias combinadas, o resultado pode ser ainda melhor. Um exemplo é o microagulhamento, também conhecido como terapia com microagulhas ou ainda terapia de indução de colágeno. Além de fazer essa estimulação das fibras colágenas, ele facilita a penetração transdérmica de princípios ativos, potencializando a aplicação tópica de cosméticos com ativos voltados para o tratamento de estrias.

ATIVOS PARA ESTRIAS

Hydroxyprolisilane CN: estimula a biossíntese de colágeno, melhora e acelera a regeneração celular, o processo de hidratação, restauração da MEC – matriz extracelular, e reparo do tecido, tudo isso a partir da combinação dos benefícios da reestruturação do silício orgânico com os aminoácidos hidroxiprolina e ácido aspártico, essenciais para a organização e integridade da derme.

Thalaspheres® de Vitamina C: apresenta papel fundamental no processo de síntese do colágeno. Sua forma estabilizada garante maior capacidade de permeação cutânea.

Sódio PCA: agente de hidratação fisiológica da pele por excelência.

Ácido Hialurônico: promove filme de hidratação atuando contra a perda excessiva de água (TEWL), ajudando a manter o equilíbrio natural da pele, melhorando a aparência geral, deixando-a mais lisa.

Neuroxyl NP: neuropeptídios biomiméticos que possuem ação preventiva e reparadora sobre vários mecanismos degenerativos envolvidos na pele.

Aquassence: potente hidratante que promove aumento da expressão gênica de aquaporinas, responsáveis pelo transporte de água entre as células, aumentando a hidratação da pele e reduzindo a perda de água transepidermal (TEWL).

CG-IGF (fator de crescimento insulínico): ativa a proliferação de novas células cutâneas e estimula a síntese de fibroblastos, além da diferenciação de novas fibras de colágeno e elastina.

Óleo de rosa mosqueta nanoencapsulado: rico em ácidos graxos essenciais (ômegas), promove hidratação, redução da perda de água transepidermal (TEWL), estimula a regeneração cutânea e recuperação da barreira.

PRONTUÁRIO DE AVALIAÇÃO DE ESTRIAS

Clique aqui e acesse o documento para avaliação e tratamento de estrias em seus clientes.
http://www.ciabv.com.br/_upload/artigos_arquivos/228/7e1b15913952de7e968f5a4730113b88.pdf


ESTUDO DE CASO

Foi realizado um estudo de caso no CIA-BV, com uma voluntária do sexo feminino, 14 anos, fototipo de pele II, 48 Kg e 1,68 m de altura, com estrias recentes de coloração rosada, na região glútea esquerda. O tratamento consistiu na técnica de microagulhamento, associado ao uso tópico do cosmético Serun Vitalizante, da Buona Vita, em um total de 10 sessões em cabine, sendo uma por semana, mais o uso diário do mesmo cosmético, na região tratada.

A análise da pele estriada foi feita por meio de fotografias digitais capturadas com distâncias e iluminação padronizadas e posteriormente analisadas pelo software Image J®, cujo objetivo no estudo foi mensurar a área das estrias.

estudo-de-caso-estrias

isabel-piatti-03 Isabel Piatti – Profissional Aisthesis. Técnica em Estética. Graduada em Tecnologia de Estética e Imagem Pessoal. Especialista em Cosmetologia. Especialização em Escolas de Estética e Terapias Alternativas na Europa, na área Facial, Corporal e Bem-Estar. Palestrante no VI Congresso Mundial de Medicina Estética da IAAM/ASIME, 2009, em São Paulo. Palestrante no 8° Congresso Internacional de Medicina Estética e Cirurgia Cosmética em Guaiaquil, Equador, em 2011. Palestrante em Congressos de Estética e Cosmetologia pelo Brasil. Diretora de Treinamentos da Buona Vita Cosméticos. Coordenadora do Departamento de P&D da Buona Vita Cosméticos. Consultora técnica de revistas e sites da área de Beleza e Estética. Autora do Livro ‘Biossegurança Estética & Imagem Pessoal – Formalização do Estabelecimento, Exigências da Vigilância Sanitária em Biossegurança’ e   ‘Gestantes: Cuidados Estéticos Durante a Gravidez’. isabel@buonavita.com.br