Tratamentos com Peeling

24/05/2016

Complementando nosso post da semana passada, em que abordamos os tipos de peeling cosmético, hoje trouxemos algumas dicas sobre os tratamentos estéticos em que é possível ter o peeling como aliado. Afinal, fazendo a associação correta é possível alcançar melhores resultados nos protocolos de renovação celular e no combate a alterações como manchas, sequelas de acne e pós-inflamatórias, rugas e sinais de envelhecimento, além de estrias.

envelhecimentoRejuvenescimento
Com o avanço da idade, o processo de renovação da pele diminui e, aliado a outros fatores, chega aos sinais do envelhecimento, como linhas de expressão, rugas e flacidez. Estudos mostram que a ação do peeling químico por ácido glicólico reduziu os sinais de envelhecimento, melhorando a textura da pele, as manchas de acne e marcas superficiais, dando aparência mais luminosa.

Skin-reveal-PRO-768x842Mas, para o tratamento, o profissional de saúde estética conta com uma série de associações super potente de ácidos para um tratamento power, com segurança e resultados de primeira. Ele envolve um pré-peeling, dois produtos sequenciais e uma máscara finalizadora. O Kit Skin Reveal, da Buona Vita, reúne um total de 58% de substâncias ácidas (AHA e BHA + enzimas) em uma sinergia inteligente com demais ativos que promovem ação de renovação celular em todos os fototipos de pele, de maneira segura e eficaz. E o mais bacana é que é indicado não somente para tratamentos de envelhecimento, mas também manchas e melasma, hiperpigmentação pós-inflamatória e cicatrizes de acne.

manchaHipercromias (manchas)
O surgimento das manchas (cloasma, melasma, efélides, sardas, hipercromia pós-inflamatória, etc) pode ter como fator determinante a predisposição genética ou fatores epigenéticos, como exposição ao sol, desequilíbrio hormonal (pelo efeito do estrogênio, por exemplo), ação de cosméticos (entre eles os que contém parabenos, pela ação estrogênica da substância), sequelas de processos inflamatórios (cicatrizes de acne e cirurgias), entre outros.

A associação dos peelings aos tratamentos de clareamento potencializarão os resultados, por retirar a camada superficial e melhorar a penetração de ativos despigmentantes. A correta sinergia desses ativos é fundamental para um resultado satisfatório. Uma indicação para um tratamento completo, que vai atuar em todas as etapas da formação da mancha, inclui uma formulação que contenha: belides, ácido ferúlico, skin whitening complex, TGP2, antipollon e B-white. Outras indicações de ativos a serem associados são a vitamina C, alpha arbutin e bio White. Como a despigmentação é gradual, o tratamento exige persistência e comprometimento, incluindo o trabalho do profissional da área e a manutenção home care. Vale ressaltar que os peelings realizados pelos profissionais de saúde estética atuam somente sobre as manchas presentes na epiderme, porém com resultados bastante satisfatórios. As mais profundas requerem tratamentos mais complexos.

Get Rid of Old Skin

Estrias
O trabalho com o peeling no tratamento de estrias é indicado por sua atuação em várias etapas do processo. Ele faz a esfoliação da camada superficial da pele, estimulando sua renovação, bem como a ação do colágeno e elastina, responsáveis pela estrutura e flexibilidade do tecido que dá suporte à pele, e muito importantes na recuperação da área estriada. Isso tudo além de melhorar a hidratação e a penetração dos ativos de tratamento. Entre os indicados estão: hidroxiprolisilane CN, thalaspheres® de vitamina C, sódio PCA, ácido hialurônico, neuroxyl NP, aquassence, CG-IGF – fator de crescimento insulínico e óleo de rosa mosqueta.

 

Fique atento às dicas:
– O uso de ácidos exige cautela, já que a má utilização pode provocar sensibilização, aumentando os riscos de reações indesejadas que podem resultar em cicatrizes e discromias (hipocromias – manchas claras e hipercromias – manchas escuras).
– A aplicação do peeling deve ser feita em local apropriado, com boa iluminação (natural ou luz fria, sem a formação de sombras), em condições apropriadas para acompanhamento da reação na pele.
– A utilização do filtro solar é indispensável, devendo-se evitar ao máximo à exposição ao sol, mesmo para os tipos de peeling que oferecem mais segurança. Opte sempre por protetores solares que ofereçam proteção química, física, biológica e contra luz visível (lâmpadas, telas de equipamentos eletrônicos, etc).
– Quando houver descamação, jamais puxe a pele que começou a se “soltar”.

Se você se identificou com a necessidade de realizar algum desses tratamentos, procure agora mesmo um profissional de saúde estética e faça uma avaliação de qual a melhor opção de tratamento e de peeling a ser associado. E se você é profissional, aproveite agora mesmo para dar um plus em seus atendimentos.