Tratamentos Acne e Pele Oleosa

24/06/2016

Tratamento Acne

assinatura-by-isabel

Olá profissionais da Saúde Estética. A acne, também chamada popularmente de espinha, não tem idade para aparecer e pode atingir tanto as mulheres, quanto os homens. Mas, sem dúvida, essa é uma das alterações inestéticas que mais acomete o universo adolescente, gerando nesse público uma insatisfação muito grande com a aparência. Isso resulta também em um grande nicho de mercado para você, profissional de saúde estética, no qual pode se especializar e oferecer atendimento personalizado, de acordo com o perfil desse cliente. Seja diferente. Invista nesse segmento e ganhe destaque na sua cidade. Confira mais sobre o tema a seguir.

A acne, muito conhecida popularmente como espinha, principalmente entre os adolescentes, é considerada uma patologia, podendo se manifestar em vários graus de intensidade. Além disso, embora possa ser mais comum entre o público teen e os jovens, ela pode atingir praticamente todas as pessoas, de qualquer faixa etária. Segundo dados do IBGE, cerca de 18 milhões de jovens brasileiros entre 13 e 18 anos sofrem com esse problema. Levantamento da Sociedade Brasileira de Dermatologia mostra que a acne foi a causa mais frequente de consultas ao dermatologista, correspondendo a 14% de todos os atendimentos. Para o Ministério da Saúde, pelo menos 80% dos jovens entre 15 e 25 anos sofrem com essa alteração. Esse quadro só confirma ainda mais o nicho que temos em mãos para a segmentação de atendimento especializado a esse público.

Diretamente ligada a alterações hormonais e ao excesso de produção sebácea, uma das razões de ser tão comum na adolescência se dá pelo fato de ser nessa fase que se inicia a produção de testosterona, hormônio sexual masculino, presente em ambos os sexos, porém em maior quantidade no homem. Na pele, ocorrem reações em que é transformado em di-hidrotestosterona, fazendo com que haja uma resposta acentuada das glândulas sebáceas e, portanto, desequilíbrio na produção de gordura além de tamponamento dos canais pilossebáceos, favorecendo a formação de comedões (os cravos).

O grande e talvez principal incômodo causado pela acne com relação à estética é que ela atinge principalmente a parte mais visível do corpo – a pele – em regiões que costumam ficar bem expostas, sendo a principal o rosto, mas também o dorso/costas, região superior dos braços e tórax anterior.

Entre os principais fatores que causam a acne estão os genéticos, hormonais, alterações na funcionalidade da glândula sebácea, presença da bactéria Propionibacterium acnes, respostas inflamatórias e imunológicas, uso de medicamentos, como alguns anticoncepcionais, por exemplo e o estresse, pois o cortisol (hormônio do estresse) pode ficar circulando pelo corpo durante dias, aumentando as erupções cutâneas ao estimular as glândulas sebáceas.

Características
A acne pode ser classificada em:
Acne não inflamatória, Comedônica (grau I) – presença de comedões abertos;
Acne inflamatória, Papulopustosa (grau II) – pápulas inflamatórias ou pústulas associadas aos comedões abertos;
Acne inflamatória, Nodulocística (grau III) – lesões císticas e nodulares associadas a quaisquer das lesões anteriores;
Acne inflamatória, Conglobata (grau IV) – presença das lesões anteriores associadas a nódulos purulentos, numerosos e grandes, formando abscessos e fístulas que drenam material purulento.

O diagnóstico clínico da acne se dá a partir da realização de um prontuário estético detalhado, que devi incluir histórico sobre genética e epigenética (hábitos do cliente), principalmente para direcionamento do tratamento, bem como a avaliação das lesões: comedões abertos e fechados, pápulas inflamatórias, pústulas, nódulos, cistos, lesões conglobatas e cicatrizes. Em geral, quem tem acne tem maior atividade das glândulas sebáceas, por isso frequentemente tem pele oleosa.

Cuidado para peles oleosas

Tratamento Pele Oleosa
Peles oleosas necessitam de cuidados específicos para quem tem essa característica, e o primeiro deles é utilizar produtos apropriados para esse tipo de pele, que trate os sintomas, controlando a oleosidade, além de desobstruir os poros. A higienização deve ser realizada pela manhã e à noite, com sabonete líquido e, em seguida a tonificação para equilíbrio de pH. Também é preciso evitar tônicos com alto poder adstringente e nunca com álcool na formulação, pois ressecam a pele e podem provocar o chamado efeito rebote, que é estimular a produção de óleo.

Lembre-se sempre de usar um hidratante, pois uma pele oleosa não necessariamente é uma pele hidratada. Os cosméticos devem ser livres de óleo, principalmente o mineral e outros derivados do petróleo, que causam tamponamento. Prefira produtos em base gel ou gel creme.

Tratamento

Tratamento de Pele
O ideal é que as peles acneicas sejam tratadas de forma não invasiva e menos agressiva no público de faixa etária mais baixa, mas atento para englobar todas as causas e consequências da alteração. Vai depender sempre do grau da alteração e de acometimento da pele e das possíveis causas, exigindo muito comprometimento do paciente. É importante que os produtos cosméticos sejam desenvolvidos com ativos de alto padrão de qualidade, sem enxofre na composição, e de ação anti-inflamatória, adstringente, remineralizante, bactericida, cicatrizante e reestruturante. Para essa ação, são indicados aminoácidos nanoencapsulados que garantem reestruturação da pele, ação antiaging, além de minimizar as sequelas de acne. Entre os ativos cosméticos, destacam-se:

Acnebiol: ação queratolítica, anti-inflamatória, antiedema, seborreguladora, antisséptica, reepitelizante e adstringente.

Enxofre Líquido: ação seborreguladora, controle da oleosidade e ação secativa, sendo mais potente por estar na versão líquida.

Gluconolactona: efeito de renovação celular comparável aos alfa-hidroxiácidos, com vantagem de ser anti-irritante. Atua contra o fotoenvelhecimento e no tratamento da acne.

Ácido salicílico: é efetivo na redução da formação da acne e comedões. Favorece a remoção das células mortas, refinando a textura da pele, por atuar como esfoliante.

Alantoína: renovador celular, cicatrizante, calmante e revitalizante.

Alfa-bisabolol: anti-inflamatório, calmante, reduz a vermelhidão causada pela formação da pápula, ação antimicrobiana e bacteriostática.

Cytobiol Iris: efeito anti-inflamatório, controle da oleosidade, purificação da pele, redução de brilho e tamanho dos poros, estimulando a renovação celular e cicatrização.

Extrato de Alecrim: antisséptico, anti-inflamatório, adstringente, germicida e refrescante.

Extrato de Hamamélis: ação adstringente, vasoprotetora, vasoconstritora, descongestionante e controle da oleosidade.

Extrato de Hera: cicatrizante, descongestionante.

Extrato de Própolis: bactericida, anti-inflamatório, cicatrizante, regenerante e antiacneico.

Hygeaphós: potente ação seborreguladora, reduz a oleosidade em excesso, minimizando o entupimento dos poros, efeito antifoliculite.

Glycofilm: ação antipoluição, forma um filme protetor sobre a pele, protegendo das agressões ambientais, protegendo o local da lesão para melhor eficácia do tratamento.

Nano Melaleuca: ação antisséptica, antimicrobiana, purificante, reduz lesões inflamatórias e vermelhidão provocadas pela acne.

Niacinamida PC: previne a acne e melhora a textura da pele. Possui ação hidratante e estimuladora de fibroblasto, inibindo o surgimento de cicatrizes hipotróficas.

Azeloglicina: possui propriedade seborreguladora além do seu diferencial de evitar a formação de manchas oriundas das lesões acneicas.

Aloe Vera: é um bactericida não irritante moderado. Possui ação anti-inflamatória e antisséptica, estimulador da multiplicação celular e cicatrizante.

Zinco: ação seborreguladora e microbicida, e cofator essencial em renovação celular, síntese de macromoléculas, cicatrização do tecido e proteção antirradicalar.

Hibiscus Vermelho: queratolítico suave, anti-inflamatório, tônico, refrescante, antioxidante e hidratante.

Argila enriquecida com carvão vegetal: facilita a depuração da pele e remoção das células mortas.

Nanocápsulas de silícios orgânicos e aminoácidos: ação regenerante e reestruturante do colágeno e da elastina, evitando as sequelas de acne.

 

 isabel-piatti-03 Isabel Piatti – Profissional Aisthesis. Técnica em Estética. Graduada em Tecnologia de Estética e Imagem Pessoal. Especialista em Cosmetologia. Especialização em Escolas de Estética e Terapias Alternativas na Europa, na área Facial, Corporal e Bem-Estar. Palestrante no VI Congresso Mundial de Medicina Estética da IAAM/ASIME, 2009, em São Paulo. Palestrante no 8° Congresso Internacional de Medicina Estética e Cirurgia Cosmética em Guaiaquil, Equador, em 2011. Palestrante em Congressos de Estética e Cosmetologia pelo Brasil. Diretora de Treinamentos da Buona Vita Cosméticos. Coordenadora do Departamento de P&D da Buona Vita Cosméticos. Consultora técnica de revistas e sites da área de Beleza e Estética. Autora do Livro ‘Biossegurança Estética & Imagem Pessoal – Formalização do Estabelecimento, Exigências da Vigilância Sanitária em Biossegurança’ e   ‘Gestantes: Cuidados Estéticos Durante a Gravidez’. isabel@buonavita.com.br

  • Sabrina Kuntz Almeida

    FABULOSO!!

  • Denise Tavares Garcia

    Como sempre, esta profissional da área da saúde e beleza, é simplesmente fantástica. Sou sua fã. Parabéns!!!