Profissional de saúde estética: como anda sua saúde?

28/06/2016

saudeHoje nosso post vai especialmente para você, profissional de saúde estética, que cuida da beleza (muitas vezes ligada também à saúde), de muitos de nós, que somos seus clientes nas clínicas de estética.

Como anda a sua saúde e os cuidados com suas condições físicas e seu bem-estar no ambiente de trabalho?

Já falamos algumas vezes aqui no blog sobre a importância de seguir corretamente os procedimentos de biossegurança, tanto para preservar a saúde do profissional de saúde estética e de todos que trabalham no mesmo ambiente, bem como do cliente que está passando pelo procedimento/tratamento.

massagemMas existem também os riscos ergonômicos, devido à posição em que passam a maior parte do dia, e à necessidade de força e movimentos repetitivos que muitos dos protocolos exigem, como a massagem modeladora, por exemplo. Dentro desse enfoque, há pontos muito específicos a serem reforçados, como o uso de cosméticos com bases biocompatíveis, livres de substâncias nocivas, como o óleo mineral, parabenos (que age como o estrogênio no organismo – saiba mais aqui) e propilenoglicol, consideradas xenobióticos (leia mais), pelos efeitos prejudiciais que podem ocasionar.

massagem2É sabido que, o uso da base correta, oferece melhores resultados, com número muito menor de manobras e esforço físico, pois o cosmético estará trabalhando a favor do profissional, potencializando os resultados (acesse e veja como poucas manobras podem render melhores resultados).

00Comprovando a importância desse cenário na contextualização do dia a dia de trabalho do profissional, temos alguns dados levantados por uma pesquisa realizada em 2012 pelo CIA-BV (Centro e Instituto Internacional de Aprimoramento e Pesquisas Científicas) em parceria com a Buona Vita, com mais de 1600 profissionais de saúde estética em todo o Brasil mostram um pouco dessa realidade no dia a dia do profissional. Dos entrevistados, 59% disseram ter até 4 anos de atuação na área, mas quase 22% estão entre 8 anos e mais de 20! Então imagine os danos que podem se acumular ao longo de tantos anos de profissão, considerando a exposição diária e constante desses profissionais a possíveis agentes nocivos (óleo mineral, parabenos, propilenoglicol, entre outros), caso não utilizem os cosméticos apropriados.

Conheça outros dados referentes às respostas dos profissionais de saúde estética quanto às questões abordadas.

Então que tal apostar em cosméticos ecologicamente corretos, com bases biocompatíveis, que não são nocivos para sua saúde, e cuidar um pouquinho mais de você? Nós temos certeza que assim, você, que é profissional de saúde estética, estará muito mais preparado para cuidar da beleza, saúde e bem-estar do seu cliente no dia a dia.

Este material é de autoria de Buona Vita e está protegido sob a Lei de Direitos autorais. A sua reprodução total ou parcial é permitida, desde que na sua forma original sem qualquer tipo de adulteração ou alteração, sendo obrigatório a citação do nome do autor, sua obra e fonte de veiculação. O descumprimento destas condições ensejará ao infrator as penalidades cíveis e criminais cabíveis.