De olho na validade e no tempo de “vida útil” dos cosméticos

28/07/2016

validadeAntes de iniciar esse post, vamos fazer uma pergunta a você: ao comprar um cosmético, qual a primeira informação que você busca para se certificar do período que terá para a utilização desse produto? Se você respondeu que é a data de validade, com certeza deu um primeiro passo muito importante. Mas é preciso saber que apenas esse dado não é o suficiente, pois existe uma informação ainda mais importante para determinar o período de vida útil de um cosmético.

Em nosso post anterior, demos algumas dicas de como fazer o cosmético durar mais. Na verdade são dicas de manuseio e conservação que ajudam a manter a integridade do produto por mais tempo, afinal, depois de aberto, ele começa a interagir com o meio ambiente e pode sofrer alterações. A conservação de um cosmético fechado, que ainda não foi exposto à ação externa, é bem diferente da conservação de um que já foi aberto e utilizado, e por isso é interessante a indicação do PAO – Período Após Aberto.

Como saber qual a data de validade de um cosmético?
validade1A Data de Validade é a data em que o produto vence e não deve mais ser usado, podendo oferecer riscos. No caso de profissionais, clínicas e centros de beleza, a utilização de produtos expirados representa também infração sanitária. Essa informação vem impressa sob a forma de mês/ano ou dia/mês/ano.

validade_PAOJá a sigla PAO (do inglês Period After Opening), que quer dizer “Período Após Aberto”, tem como finalidade indicar em quanto tempo o produto deve ser consumido/utilizado após ser aberto, garantindo sua eficácia e segurança, já que a qualidade pode ficar reduzida após a abertura da embalagem, se não for bem conservado e manuseado adequadamente. É indicada por um ícone que representa um pote aberto, com um número e uma letra, que significam o tempo em que poderá ser utilizado com segurança depois de aberto pela primeira vez, sem perda de suas propriedades. Exemplo: um pote e a informação “8 M” significa que deve ser consumido em até oito meses após a data de abertura.

validade_cosmeticos

Fique de olho na dica: VALE O QUE VENCER PRIMEIRO
– Se a data de validade expirar antes do PAO, o produto não deve mais ser utilizado, mesmo se o PAO ainda for válido.
– Se o PAO expirar primeiro, o uso deve ser interrompido, mesmo se o produto ainda estiver dentro do prazo de validade.

Como saber a data de validade do cosmético?
No Brasil, a Anvisa estabelece que todos os cosméticos tenham o prazo de validade especificado no frasco, de forma bem visível e legível (conforme previsto pela Lei 8.078/90 – do Código de Proteção e Defesa do Consumidor). Já a informação do PAO não é obrigatória, mas é possível encontrar empresas que vão além, seja porque exportam, e por isso incluem também a informação do PAO, seja para oferecer um diferencial de segurança e efetividade para o cliente.

Como é determinado o PAO?
Os principais fatores para a determinação correta do PAO são as condições de fabricação; o sistema conservante; presença de água; origem das matérias-primas e sua capacidade de conservação; o tipo de embalagem e a probabilidade de exposição a micro-organismos e à contaminação externa; indicação de armazenamento, modo de uso e os hábitos do consumidor.

É possível um mesmo produto ter diferentes “validades”?
Sim, é possível. Isso acontece em casos que um mesmo produto é disponibilizado em diferentes tipos de embalagens. Por exemplo, o modelo de pote, que permite maior contato com o meio externo, geralmente tem período de utilização mais curto. Outro exemplo é de produtos em que a embalagem entra em contato com a pele no momento da aplicação, ato considerado extremamente contaminante.

Muita atenção e nada de usar cosméticos vencidos, ok?

Este material é de autoria de Buona Vita e está protegido sob a Lei de Direitos autorais. A sua reprodução total ou parcial é permitida, desde que na sua forma original sem qualquer tipo de adulteração ou alteração, sendo obrigatório a citação do nome do autor, sua obra e fonte de veiculação. O descumprimento destas condições ensejará ao infrator as penalidades cíveis e criminais cabíveis.