Esfoliação: Prepare sua pele para o sol

16/12/2016

Esfoliação

assinatura-by-isabel

Olá profissionais da Saúde Estética, O Verão está chegando e o calor pede cuidados especiais com a pele, que naturalmente fica mais exposta, não só para quem tem o privilégio de aproveitar mais o tempo ao ar livre, mas também no dia a dia, inclusive para quem passa boa parte do tempo em um ambiente fechado. Quem dirá para aqueles que pretendem curtir esse período aproveitando o que o sol tem de melhor (com os devidos cuidados de proteção solar, é claro), bem como deseja proporcionar aquele tom dourado à pele, que é a cara do verão. Mas para estar com tudo em cima, é preciso investir em alguns procedimentos que vão ajudar a preparar a pele, deixando-a mais bonita e pronta para arrasar na estação mais quente do ano. Um deles é a esfoliação. Confira as dicas.

Calor e vestimentas mais frescas sem dúvida são duas coisas que combinam, aliás, essa é praticamente uma necessidade básica para enfrentar a estação mais quente do ano, por isso o verão e o calor podem ser considerados como sinônimos de corpos mais à mostra. Com isso, os clientes de saúde e estética logo recorrem aos nossos serviços em busca da pele perfeita para aproveitar o que esse período tem de melhor e fazer bonito por aí. Por isso trouxemos uma dica perfeita para quem deseja dar aquela renovada no aspecto da pele, deixando-a preparada para arrancar vários elogios, além de melhorar a qualidade do bronzeado para quem vai se expor ao sol e também prolongar a duração do tom dourado na pele.

A dica é muito simples: esfoliação!

A esfoliação é um procedimento com ação de promover, de maneira controlada, uma renovação da pele, acelerando esse processo que já é natural ao organismo, ou seja, é um excelente recurso para remover as células mortas e impurezas, além de melhorar a permeação de ativos em todos os tipos de tratamentos cosméticos, o que traz resultados ainda melhores.

Esse procedimento não só está liberado como é indicado para o corpo todo, principalmente no período que antecede o banho de sol.

Uma dúvida comum é com relação às diferenças entre a esfoliação facial e a corporal. Na verdade, existem mais semelhanças do que diferenças, afinal, os objetivos são os mesmos, o que pode mudar é o recurso utilizado, que varia conforme o tipo e necessidade da pele em questão, bem como a definição da frequência mais apropriada para aquele cliente, por isso o ideal é que seja realizada sempre por um profissional de saúde estética.  Quanto aos métodos, também é preciso uma avaliação profissional de qual se adapta melhor à pele daquele cliente. No corpo, por exemplo, pode ser realizada uma esfoliação com sais de banho e, nesse caso, com uma menor frequência do que no facial. Já para peles sensíveis, a atenção deve ser redobrada, pois necessitam de menos ou nenhuma esfoliação.

O profissional também deve orientar o cliente a sempre utilizar proteção solar, pois, com a esfoliação, a pele acaba ficando mais suscetível a sofrer os efeitos da radiação. Também deve reforçar ao cliente a informação de que, se realizou o procedimento em cabine, não precisa refazer em casa. E, mesmo que pareça um processo simples, ele deve estar atento caso resolva fazer sozinho, pois, conforme realizado, poderá sensibilizar a pele e provocar efeitos indesejados. Ninguém quer isso, não é mesmo? Pois o objetivo é justamente ficar com a pele impecável para estar à mostra no verão, nada de pele sensibilizada ou escondida por um erro de procedimento.

Outro ponto importante a destacar é que estamos praticamente falando de um peeling de verão, devido à época do ano. Por isso, durante esses períodos de mais calor e sol intenso, não é muito recomendado que se utilizem ácidos para a esfoliação. Mas, para aqueles que não dispensam o uso de um bom AHA (alfa-hidroxiácido) na hora de fazer o peeling/esfoliação, a dica é optar pelo ácido mandélico, que favorece efeito uniforme, tem menor potencial de irritação e pode ser utilizado em qualquer época do ano para todos os fototipos, inclusive os altos, e em gestantes. No caso de manchas, atua também na inibição da síntese de melanina e na que já está depositada na pele. Também é importante sempre orientar seu cliente de que o sucesso de todo tratamento estético depende dele, com cuidados que devem ser tomados diariamente.

Para esfoliação nesse período do ano, as opções mais indicadas são as do tipo mecânica/física e enzimática:

Esfoliação mecânica/física

A esfoliação é realizada por meio da fricção do cosmético sobre a pele, interagindo por ação mecânica pela pressão do ativo e da substância entre a pele e as mãos de quem está aplicando o produto, fazendo com que haja uma espécie de “lixamento” que resultará na retirada das células que já estão em processo de desprendimento, sendo uma esfoliação superficial. O ideal é utilizar produtos que tragam na composição agentes esfoliantes como as esferas vulcânicas, que não provocam microfissuras nem lesões à pele e ainda são ecologicamente corretas, pois não poluem o meio ambiente.

Esfoliação Enzimática

É tido como uma alternativa tecnológica e natural à esfoliação química. Age como um peeling versátil, controlado, seguro e de alta performance. Sua atividade queratolítica se dá de forma suave, mas eficaz, a partir das enzimas, como as da romã e da abóbora, que são proteínas consideradas essenciais em todas as funções biológicas do organismo. Os ativos cosméticos que trazem essa ação enzimática são o Renew Zyme e o Pumpkin Enzyme. Além da ação queratolítica, alguns cumprem o papel complementar de agentes clareadores e inibidores de pigmentação. Esse tipo de peeling apresenta ainda como vantagem o fato de ser menos agressivo, podendo ser usado até em peles sensíveis, bem como em todos os tipos e fototipos, inclusive em gestantes. Por não provocar fotossensibilidade, seu uso se torna propício em todas as épocas do ano, tanto em cabine como manutenção diária.

Dica final: se você é profissional de saúde estética e precisa realizar a esfoliação com uma certa frequência em seu estabelecimento, lembre-se sempre de proteger as mãos, pois o atrito com os esfoliantes, bem como sua ação, poderão afetar a pele de suas mãos. Outro item importante é sempre restabelecer o pH da pele, tanto do facial quanto do corporal, pois juntamente com a remoção das células mortas e impurezas, as esfoliações também retiram nosso manto de proteção e por isso precisamos fazer essa reparação.

E aí, gostou das dicas? Então vem Verão!

Este material é de autoria de Isabel Luiza Piatti e está protegido sob a Lei de Direitos autorais. A sua reprodução total ou parcial é permitida, desde que na sua forma original sem qualquer tipo de adulteração ou alteração, sendo obrigatório a citação do nome do autor, sua obra e fonte de veiculação. O descumprimento destas condições ensejará ao infrator as penalidades cíveis e criminais cabíveis.

 isabel-piatti-03 Isabel Piatti – Profissional Aisthesis. Técnica em Estética. Graduada em Tecnologia de Estética e Imagem Pessoal. Especialista em Cosmetologia. Especialização em Escolas de Estética e Terapias Alternativas na Europa, na área Facial, Corporal e Bem-Estar. Palestrante no VI Congresso Mundial de Medicina Estética da IAAM/ASIME, 2009, em São Paulo. Palestrante no 8° Congresso Internacional de Medicina Estética e Cirurgia Cosmética em Guaiaquil, Equador, em 2011. Palestrante em Congressos de Estética e Cosmetologia pelo Brasil. Diretora de Treinamentos da Buona Vita Cosméticos. Coordenadora do Departamento de P&D da Buona Vita Cosméticos. Consultora técnica de revistas e sites da área de Beleza e Estética. Autora do Livro ‘Biossegurança Estética & Imagem Pessoal – Formalização do Estabelecimento, Exigências da Vigilância Sanitária em Biossegurança’ e   ‘Gestantes: Cuidados Estéticos Durante a Gravidez’. isabel@buonavita.com.br