Peles sensíveis e com alergias: como usar cosméticos?

02/07/2018

Sem dúvida, os cosméticos foram criados para nos fazer mais felizes, combatendo nossas imperfeições corporais e aumentando nossa autoestima. Porém, algumas pessoas apresentam reações alérgicas que, além de inestéticas, são desconfortáveis. Mas o que fazer quando o caso é esse?

Você está usando os cosméticos certos?

Essa é uma pergunta um pouco difícil de responder, principalmente para brasileiros. Segundo pesquisas, somos o povo mais vaidoso do mundo, e como os cosméticos têm a função de nos embelezar e tratar nossas imperfeições, faz sentido fazermos bastante uso deles. A mulher brasileira usa em média 8 a 10 cosméticos por dia, enquanto os homens fazem uso de 6. Lembrando que cosméticos podem se tratar de uma variação de produtos: xampus, sabonetes, pasta de dente, cremes e géis para cabelo, hidratantes, perfumes, maquiagens, cosméticos profissionais, etc.

É muito comum que, na formulação destes cosméticos, se encontrem ativos como parabenos, propilenoglicol, óleo mineral e liberadores de formol. Estes ativos, com potencial nocivo para a pele e para o corpo, são também chamados de xenobióticos. Procure utilizar cosméticos livres de ativos nocivos para o corpo para evitar danos a curto e longo prazo.

Reações alérgicas e como evitar.

Cada corpo possui características distintas e únicas, fazendo com que não seja possível prever se alguma pessoa terá alergia a certo ativo: ela simplesmente apresenta a reação ou não. Essas reações podem se tratar de um simples desconforto e vermelhidão, podendo evoluir para ardência, coceiras, sensação de “picadas” e, em casos mais graves, inchaços e bolhas.

Mesmo que os principais ativos que causam reações alérgicas e possuem grau de toxicidade já foram citados, cada pessoa é um sistema diferente, e pode rejeitar qualquer ativo, mesmo o mais natural. Se você já possui um histórico de alergias e costuma apresentar reações, o mais indicado é realizar um teste de contato antes de realmente utilizar o produto. Use uma porção generosa do cosmético e aplique na região do pulso, onde a pele é sensível e costuma apresentar reações mais rapidamente. Espere 24 horas e preste atenção no local de aplicação. Caso não apresente alguma reação, você está livre para usar.

Cosméticos livres de xenobióticos.


Uma boa forma de prevenir situações desagradáveis é apostar em cosméticos sem xenobióticos. Evite produtos que carreguem ativos como parabenos, óleo mineral, propilenoglicol e liberadores de formol para garantir a saúde de seu corpo e fugir de episódios desconfortáveis. Existem muitos tipos de cada um desses xenobióticos, porém vamos tentar citar os mais comuns, e assim será mais fácil de identificá-los nos rótulos dos cosméticos.

Você pode encontrar parabenos pelos nomes de: butylparaben, methylparaben, propylparaben, entre outros.

Você pode encontrar óleo mineral pelos nomes de: mineral oil, paraffin, paraffinum liquidum, petrolatum, entre outros.

Você pode encontrar o propilenoglicol pelos nomes de: dipropylene glycol caprylate, dipropylene glycol dimethyl ether, entre outros.

Você pode encontrar liberadores de formol pelos nomes de: dmdm hydantoin, imidazolidinyl urea, diazolidinyl urea, paraformaldehyde, entre outros.

Você pode conferir a lista completa de xenobióticos no site da Buona Vita, clicando aqui.

A Buona Vita trabalha apenas com a legítima base biocompatível, ideal para qualquer tipo de pele, e seus cosméticos são totalmente livres de xenobióticos. Com alta concentração de ativos, garantem resultados mais rápidos e eficazes, sem causar mal à sua saúde ou ao meio ambiente.