Estrias: microagulhamento como tratamento.

12/11/2018

Entre as alterações inestéticas que causam queixas e levam os clientes até a clínica de estética, as estrias, sem dúvida, estão entre as mais constantes. Em um mundo cada vez mais padronizado, a estria causa descontentamento com o próprio corpo, afeta a autoestima e pode abalar a autoestima, afetando a qualidade de vida. Vamos então entender por que as estrias aparecem e um protocolo eficiente de tratamento.

Como surgem as estrias?

Antes disso, vamos entender quem são as pessoas mais afetadas pelas estrias. A estria pode acontecer simplesmente por predisposição genética. Mas esta não é a principal causa de seu aparecimento. As estrias afligem principalmente adolescentes, gestantes e obesos, e isso já nos diz bastante sobre o que causa seu aparecimento.

O principal motivo da pele apresentar estrias é o estiramento, que causa rupturas das fibras elásticas da derme com afinamento da epiderme. Pode acontecer devido ao crescimento acelerado do corpo (no caso de adolescentes), de um ganho de peso extra ou gravidez, já que  o corpo passa por várias mudanças durante a gestação, favorecendo o aparecimento de estrias.

Fases da estria

A estria possui uma trajetória, desde o rompimento das fibras elásticas até a sua cicatrização. É importante entender as suas fases para que se tenha ideia de qual procedimento a pele precisa, quais cosméticos e quantas sessões em cabine.

Rubra: as estrias rubras, ou vermelhas, estão no estágio inicial da alteração inestética. A degeneração das fibras ocorreu há pouco tempo e o processo inflamatório ainda está ativo. Significa que o corpo ainda está mandando sangue para a região, o que torna a sua aparência mais chamativa. É nesta fase que o tratamento possui maior eficácia, pois com o sistema vascular ativo, você consegue induzir o colágeno e a elastina com maior facilidade, e amenizar as marcas.

Alba: as estrias albas, ou brancas, são o estágio final da lesão, onde acontece uma cicatrização. Neste estágio, não há mais sistema vascular ativo na região. Assim, o tratamento se torna mais complexo, mas resultados ainda podem ser alcançados visando suavizar as marcas.

Microagulhamento

O microagulhamento é um tratamento profissional, onde são usadas agulhas esterilizadas de aço cirúrgico que, normalmente, são acopladas a um roller, um equipamento semelhante a um pequeno rolo. Quando aplicado à pele, causa uma série de pequenas lesões. Assim, busca a vasodilatação, e a estimulação da formação do colágeno. As agulhas também podem ser provenientes de uma caneta elétrica para microagulhamento.

Quando as agulhas penetram na pele, causam pequenas lesões, que estimulam o organismo a produzir mais colágeno e elastina. Isso acontece por que o corpo precisa “consertar” a lesão causada pelo equipamento, reorganizando as fibras da pele. E assim, o microagulhamento traz bons resultados para tratamentos de estrias, envelhecimento, flacidez de pele, cicatrizes de acne e queimaduras, e manchas.

O microagulhamento não é apenas utilizado para potencializar o colágeno da pele, mas também permite o que os profissionais chamam de drug delivery. Como a pele busca a proteção do corpo, pode ser difícil para o organismo absorver completamente os ativos dos cosméticos aplicados nos tratamentos. Com a aplicação do microagulhamento, há mais facilidade para os ativos chegarem até o interior do organismo, e os resultados são potencializados.

Microagulhamento para estrias

Sempre deve ser enfatizado que, para realizar o tratamento utilizando o microagulhamento, é preciso entender completamente o procedimento e possuir conhecimento sobre as formas corretas de aplicação. O profissional deve compreender as técnicas e decidir qual é a mais adequada e quais cosméticos serão associados.

Vamos então conhecer os cosméticos que serão utilizados durante o tratamento de estrias.

Higisystem: indicado para a assepsia da pele, o Higisystem também promove a hidratação e o efeito bactericida. Deve ser utilizado para preparar o local de tratamento, evitando infecções através de sua higienização.

Body Hidra: um sérum reparador para potente hidratação, que oferece um efeito regenerativo celular e de tecido. Possui fatores de crescimento insulínico, que ativam a proliferação de novas células cutâneas e estimulam a produção de novas fibras de colágeno e elastina.

Body Firm: sérum para combate a estrias. Reduz o risco de flacidez e melhora a elasticidade da pele. Possui Nano DMAE, que promove o efeito tensor, hidratação, ação anti-inflamatória e antioxidante. Ainda apresenta as vitaminas A e E.

Bio Lift: um creme corporal para o tratamento de flacidez e estrias. Com DMAE e Raffermine, promove a firmeza, elasticidade e maciez da pele.

Tratamento para estrias com microagulhamento

Vamos então conhecer os tratamentos para estrias, utilizando técnicas de microagulhamento associadas a cosméticos. Confira.

Passo 1: fazer a antissepsia das mãos do profissional e da cliente com Higisystem.

Passo 2: realizar a técnica de microagulhamento na região a ser tratada conforme conhecimentos técnicos. Você deve utilizar o equipamento que acreditar ser mais apropriado para o caso de seu cliente. A Buona Vita oferece o Dermaroller 0,50mm e o Dermaroller 1,00mm.

Passo 3: aplicar um Blend com os séruns Body Hidra e Body Firm, usando 10 gotas de cada sérum para uma região de aproximadamente 10×10 cm.

HOME CARE:

Indicar o creme de massagem Bio Lift. Aplicar após 24 horas do procedimento de microagulhar e diariamente massagear de forma circular até a sua absorção.

Frequência do tratamento: realizar o procedimento de microagulhar a cada 15 dias, podendo alternar as sessões com outros procedimentos.

Tempo de resultado: a partir da quinta sessão, já são identificados resultados muito promissores, inclusive para as estrias albas (brancas).

Caso ainda reste dúvidas, assista à live realizada no dia 5 de novembro de 2018, clicando aqui.