Como a drenagem linfática é importante para a gestante?

10/06/2019

Drenagem linfática em gestantes reduz edemas e varizes.

Drenagem linfática em gestantes pode ajudar a reduzir desconfortos?

A gestação começa e logo as preocupações começam. Visitas ao médico e exames de rotina são comuns, mas logo começam as preocupações com o próprio corpo. É comum ter estrias? O que fazer quando o inchaço tomar conta das pernas e dos pés? E as varizes? A resposta para a prevenção de todas estas alterações inestéticas em gestantes pode estar em apenas duas palavras: drenagem linfática.

Como funciona o sistema linfático?

Antes de entendermos os benefícios da drenagem linfática para gestantes, vamos entender como funciona o sistema linfático e qual a sua função.

O sistema linfático é formado por ductos, troncos linfáticos, linfonodos e vasos linfáticos. Estes se ramificam e formam assim os capilares linfáticos. O sistema linfático possui, entre outras, a função excretora, de remover toxinas e drenar o excesso de líquidos do corpo e devolver à circulação sanguínea líquidos e proteínas.

Por estimular o sistema linfático, a drenagem linfática é muito relacionada ao inchaço, mesmo que também possa ser associada a varizes e toxinas.

O sistema linfática é lento, e possui uma direção específica. Para estimular corretamente o seu movimento, é necessário uma técnica direcionada, com conhecimento sobre o sistema linfático. A pressão aplicada com as mãos pode variar de leve até moderada.

Benefícios da drenagem linfática em gestantes.

A drenagem linfática em gestantes é indicada para a redução de edemas e varizes.

Quais são os benefícios da drenagem linfática em gestantes?

Edema/ inchaço.

Inchaço e gravidez já são relacionados. Costuma aparecer no terceiro trimestre da gestação, afetando principalmente pernas e pés, mesmo que possa também aparecer em braços, mãos e rosto.

Os edemas já são esperados durante uma gravidez. Isso por que, com a chegada de um bebê, o corpo aumenta consideravelmente (em torno de 50%) a quantidade de sangue e fluidos. Assim, é comum que uma quantidade de líquido fique acumulada em alguns membros. Os membros inferiores são os mais prejudicados, pois é

Com a drenagem linfática, este líquido retido é direcionado até os vasos linfáticos e, por ali, deve subir pelo resto do sistema linfático. Por esse caminho, ele será expelido pela urina ou reaproveitado através do sistema venoso, e o inchaço irá embora.

Varizes.

As varizes, aquelas veias pequeninhas que podem aparecer na pele, também são comuns na gestação, e podem permanecer no corpo mesmo após o parto.

Varizes são veias com pressão insuficiente para fazer o sangue fluir corretamente, e assim se formam estes vasos na pele. Apesar de poderem afetar mais partes do corpo, são mais comuns em pernas e pés. Isso acontece por que ficamos muito tempo em pé, ou muito tempo sentados.

Independente disso, a principal causa do aparecimento de varizes é a genética. Assim, algumas pessoas possuem pré-disposição genética para ter varizes.

A drenagem linfática é uma boa opção para evitar as varizes, estimulando a movimentação de fluidos e a circulação sanguínea. Dessa forma, os pequenos vasos possuem capacidade de seguir bombando o sangue.

Eliminação de toxinas.

Uma das funções do sistema linfático é realizar a eliminação de toxinas que são desnecessárias para o organismo. Isso acontece através da urina.

A drenagem linfática estimula o sistema linfático, fazendo com que mais toxinas sejam eliminadas pelo organismo. Por isso, é comum a cliente que está recebendo a drenagem linfática sentir vontade de ir ao banheiro, mesmo durante a sessão.

Apesar da drenagem linfática ser usualmente aplicada com as mãos, existem outras formas de realizá-la. Leia agora Bambuterapia: drenagem linfática com bambus.

Contraindicação da drenagem linfática.

A drenagem linfática é muito indicada para gestantes, para que ela tenha mais conforto e evite inchaços e alterações inestéticas durante e após o parto. Mas mesmo assim, é necessário que o profissional de saúde estética possua o aval do médico.

Entre os principais motivos para evitar uma drenagem linfática, seja em gestante ou não, estão: insuficiência renal, trombose, pressão alta e linfoma. Em qualquer caso, antes da drenagem linfática em gestantes, o médico deve ser sempre consultado.

Para entender melhor sobre o bem-estar da gestante e a sua relação com a saúde estética, você pode assistir Bem-estar para gestante, na BVPlay