Câncer, cosméticos e hormônios: qual a relação entre os três?

17/06/2019

Câncer e os hormônios.

Qual a relação do câncer com os cosméticos?

O câncer está entre as doenças mais comentadas no século XXI. Chegou a um ponto em que todos conhecemos alguém que já fez ou está realizando tratamentos para câncer. Qual a relação do câncer com os cosméticos? Será que você consome produtos de empresas responsáveis?

Fatores de risco do câncer.

Há não muito tempo atrás, os especialistas acreditavam que o maior fator de risco para uma pessoa desenvolver um caso de câncer era 90% devido ao histórico familiar. Hoje, esse número diminuiu, e começamos a olhar mais para os nossos hábitos.

Os fatores epigenéticos são essenciais para entender como o câncer de desenvolve no organismo. Sabe-se que consumo de tabaco é um fator de risco alto, por exemplo. Uma dieta desregulada e obesidade também. O histórico familiar ainda é um fator de risco, embora tenha seu número reduzido para 5% dentro dos grandes fatores. E onde entram os cosméticos?

Para entendermos a relação do consumo do cosmético com o câncer, precisamos compreender o que é o câncer, como ele se forma e qual a sua relação com os hormônios.

Câncer é um conjunto de mais de 100 doenças, com uma característica em comum: o crescimento desordenado de células. Estas células costumam se dividir rapidamente e de forma agressiva, invadindo tecidos e órgãos. Assim, se formam os tumores, que podem se espalhar para outras regiões do organismo, em um processo chamado de metástase.

Qual a origem do câncer?

O câncer se forma através de uma mutação genética, uma alteração no DNA da célula. Esta célula doente passa a receber instruções erradas e a se multiplicar de forma acelerada, afetando outras células ao redor.

Para que uma célula saudável se torne cancerígena, ela precisa ser exposta ao agente cancerígeno por um longo tempo.

Existem alguns fatores que devemos prestar atenção. Estes fatores intensificam a transformação da célula saudável em uma célula cancerígena. Alguns exemplos são comportamentos alimentícios, excesso de gordura ou exposição prolongada a hormônios. Mas onde que os cosméticos entram nisso?

Cosméticos e os desreguladores endócrinos.

Sempre falamos sobre a importância de prestar atenção nos ingredientes dos cosméticos que você usa. Aplicamos estes produtos em nosso corpo, muitos sendo usados diariamente, e silenciosamente acumulamos muitas substâncias no organismo.

Um fator que pode transformar a célula saudável em cancerígena é a exposição prolongada a hormônios. E ingredientes presentes em grande parte dos cosméticos comuns, atuam no organismo exatamente como os hormônios. Assim, o uso de cosméticos que possuem desreguladores endócrinos tornam o organismo mais favorável ao câncer.

Parabenos.

Mesmo com a redução de cosméticos com parabenos no mercado, eles ainda são a maioria. Parabenos são conservantes, e têm a função de evitar a proliferação de bactérias ou fungos. São muito encontrados em cosméticos de todos os tipos, desde cremes até desodorantes. Mas os parabenos têm sido relacionados ao câncer de mama já faz alguns anos.

Isso se deve principalmente pelos parabenos estarem muito presentes em um número de marcas de desodorantes, que é usado justamente ao lado da mama. Inclusive, estudos sobre o câncer de mama indicam que a maior parte das células cancerígenas se encontram no quadrante superior lateral da mama, exatamente ao lado da axila onde aplicamos o desodorante todos os dias.

Os parabenos são desreguladores endócrinos, e agem como o estrogênio no corpo, fazendo com que as células fiquem expostas a uma maior quantidade do hormônio. Isso é potencialmente prejudicial para mulheres, que já possuem um nível maior desse hormônio no organismo naturalmente.

Os parabenos, alterando os hormônios, também são responsáveis por algumas alterações inestéticas como acne e celulite. E uma incoerência é tratar a alteração inestética com cosméticos com parabenos, que causam as próprias alterações, você não acha?

Por que as empresas ainda utilizam os parabenos?

Se os parabenos podem causar tudo isso, por que ainda são comercializados? Parabenos são mais baratos que outros conservantes do mercado, que elevam o valor da produção do cosmético.

A Buona Vita não utiliza parabenos, substituindo pelo phenoxyethanol, um conservante seguro que não prejudica a saúde e evita a proliferação de bactérias e fungos como qualquer outro.

Para evitar os parabenos, preste atenção no rótulo dos cosméticos. Procure por:

BUTYLPARABEN

CALCIUM PARABEN

ETHYLPARABEN

ISOBUTYLPARABEN

PROPYLPARABEN, entre outros.

BPA.

Não precisamos prestar atenção somente na composição do cosmético, mas no recipiente também. O Bisfenol-A é muito encontrado nos plásticos (principalmente nos transparentes), possui potencial cancerígeno. Por isso, foi proibido nas mamadeiras, devido ao risco que pode levar às crianças.

O BPA é utilizado na produção dos plásticos resistentes, e se comporta como o estrogênio em nosso organismo. Isso faz desta substância um desregulador endócrino. Seus efeitos no corpo podem ir de tumores em órgãos reprodutores, câncer de mama e câncer de próstata, e até causar até aborto.

É potencialmente perigoso principalmente no aquecimento do plástico, que libera a substância no produto. Porém, em um país como o Brasil, não há possibilidade de evitar o aquecimento da embalagem, que é transportada para diversos estados dentro de caminhões fechados, na estrada abaixo do sol.

O ideal é pararmos de consumir cosméticos e alimentos que possuam esta substância no plástico. Você também pode identificar o BPA nas embalagens.

Selos BPA e BPA free. Qual a relação entre câncer e os hormônios?

Saiba diferenciar as embalagens com BPA e as BPA Free.

Formaldeído.

O formaldeído, popularmente chamado de formol, é um composto criado através do metanol, com a função de conservante. Tem o objetivo de impedir o crescimento de microrganismos em cosméticos.

Não é de hoje que a Anvisa está de olho no formaldeído. Em cosméticos, por exemplo, é proibido a presença deste conservante em uma quantia acima de 0,2%.

É comum encontrar este ingrediente em esmaltes, géis de cabelo, produtos para alisamento do cabelo, xampus, desodorantes, enxaguantes bucais e também em cremes para o corpo. Inclusive, estudos relacionam a presença de formaldeído nos enxaguantes com o aumento de câncer de boca.

O formol é cancerígeno para pessoas e outros animais, e pode causar, além do câncer de boca, câncer de faringe, leucemia, entre outros.

Portanto, evite consumir produtos que possuam esta substância, mesmo que em pequenas quantidades. Procure por:

FORMALDEHYDE

PARAFORMALDEHYDE

BENZOGUANAMINE

TOSYLAMIDE e outros.

Você pode ver todas as substâncias nocivas em cosméticos em nosso site. Clique em https://www.buonavita.com.br/substancia-nociva-cosmeticos/p e faça o download. 

Escrever Comentário