Estética e saúde: cuidados estéticos além da beleza.

30/08/2019

Estética e saúde caminham juntas.

Estética e saúde precisam caminhar juntas.

Durante muitos anos, a estética foi vista como uma área voltada apenas para a beleza. Assim, estética era diretamente relacionada a cirurgias plásticas, botox e silicone. E de fato, estes procedimentos fazem parte da área da beleza, mas a estética vai muito além da beleza.

Relação entre estética e saúde.

O que é saúde? Para muitos de vocês, saúde pode representar um estado físico em que o corpo se encontra livre de doenças.

Mas a sua definição, segundo o dicionário, é “estado habitual de equilíbrio mental, físico e psicológico”. Ou seja, o conceito de saúde também leva em conta a sua saúde mental.

A estética se encontra no ponto central desse triângulo, buscando justamente o equilíbrio entre os 3 fatores.

A forma como nos enxergamos e nos aceitamos (ou não) tem uma relação direta com a nossa aparência, com o nosso corpo.

Portanto, a saúde estética possui um papel importante sobre a nossa autoestima e sobre a relação com nosso próprio corpo.

Bem-estar e qualidade de vida.

O bem-estar e qualidade de vida são vitais para a nossa felicidade a longo prazo, e aqui também entra o papel dos esteticistas.

A pele é o maior órgão do corpo humano, e precisa da atenção e de cuidados específicos. O uso do protetor solar e a hidratação são essenciais para que este órgão prossiga saudável e realizando todas as suas funções corretamente.

Desconfortos do corpo, como dores musculares, podem ser deixados para trás com massagens relaxantes utilizando os cosméticos corretos. A mesma coisa acontece com os desconfortos gerados pela retenção de líquido e o inchaço nos membros inferiores, que podem ser tratados com uma drenagem linfática, provocando alívio e conforto.

Todos estes fatores reunidos possuem um potencial efeito de redução do estresse emocional, e na elevação da qualidade de vida.

Tudo isso, você encontra dentro da palavra “estética”, que vem do grego aisthesis, ou seja, “faculdade de sentir” ou “compreensão pelos sentimentos”.

A missão do esteticista.

A tecnóloga em estética e cosmetologia Isabel Piatti, idealizadora da estética humanizada, fala sobre a relação entre estética e saúde:

O nosso corpo é composto de vários sistemas e órgãos interdependentes e interligados e que quando encontram-se em equilíbrio, nos apresenta Saúde e Beleza Estética. A área da saúde busca a prevenção da doença, mas o foco da estética proporciona o bem-estar físico, mental e social, melhorando a autoestima e estimulando a qualidade de vida. O toque é a mais básica das respostas humanas. As mãos do profissional são capazes de gestos técnicos, porém também transmitem mensagens de apoio e calor, cuidando dos clientes/pacientes de uma forma completa, global e holística. Toda esta dedicação e estímulos causados durante o cuidado estético reflete diretamente na saúde integral.”

A fisioterapeuta e técnica de treinamentos da Buona Vita Gislainy Faryniuk complementa:

Cuidar da beleza é cuidar da saúde, influenciando na autoestima e na qualidade de vida”.

E essa é a verdadeira missão do esteticista: enxergar o todo.

O profissional de estética não se limita a tratar uma mancha na pele, ou resolver o problema da acne. Todas essas alterações são resultados de fatores genéticos, epigenéticos ou emocionais.

Assim, também é trabalho do esteticista entender a origem do problema e buscar soluções para ela. O que está causando o melasma? Qual o verdadeiro motivo da celulite da cliente?

A estética só é estética quando acompanhada da saúde, e a beleza é a consequência do tratamento.