Argila corporal e lifting de seios

06/07/2017

A argila sem dúvida está entre os produtos mais tradicionais e que alcançam melhores resultados quando se fala em tratamentos estéticos, além de figurar entre os mais antigos. E não é para menos. Sua fonte para tanto poder está em sua composição, rica em oligoelementos, ou seja, os minerais. Muitas vezes seus benefícios são potencializados pela presença de outros ativos que vem para enriquecer a composição, como os de efeito lifting, entre eles a pectina e o ovo atomizado, tornando-a o cosmético ideal para associação em tratamentos que visam efeito tensor, como lifting de seios, por exemplo, em que os resultados podem ser percebidos já na primeira sessão.

Confira as fotos de antes e depois do resultado alcançado com a aplicação de apenas uma sessão de tratamento profissional em cabine para tonificação de mamas e o protocolo passo a passo. O estudo foi realizado pelo Centro e Instituto Internacional de Aprimoramento e Pesquisas Científicas – CIA.

Antes Depois
Antes Depois

Passo a passo

HIGIENIZAÇÃO:

1. Fazça a assepsia das mãos do profissional com Higisystem Buona Vita.
2. Higienize o local com Sabonete Líquido Buona Vita.
3. Faça a esfoliação com o Peeling Buona Vita nas regiões a serem tratadas, massageando com movimentos suaves e circulares até o produto formar grumos (rollings), secar e sair totalmente. Retirar os resíduos do produto, com bandaletes úmidas ou lenços umedecidos. Realizar no começo do tratamento e toda vez que se fizer necessário segundo avaliação do profissional.
4. Normalize o pH da pele com Loção Tônica Buona Vita.

TRATAMENTO:
5. Realize massagem modeladora de mamas com o creme Bio Lift Buona Vita, até total absorção.
6. Misture a Argila Lifting Corporal Buona Vita, diluída em Águas Duras Buona Vita até formar uma textura cremosa. Aplique e espere secar totalmente, depois retire.
7. Ensine e auxilie a cliente a fazer a ginástica isométrica para fortalecer o grupo muscular local. Oriente para que repita em casa para potencializar resultados.

FINALIZAÇÃO:
8. Finalize com Bio Lift Buona Vita.

9. Manutenção diária do cliente: Bio Lift Buona Vita e nutricosmético CollaGen Active Buona Vita.

NÃO ESQUEÇA QUE O SUCESSO DO TRATAMENTO TAMBÉM DEPENDE DA DEDICAÇÃO DIÁRIA DO CLIENTE.

FREQUÊNCIA DE TRATAMENTO:
Conforme estudo de caso mostrado acima, os resultados já são visíveis desde a 1ª sessão, mas são indicadas 2 vezes na semana, até obter o resultado desejado, sendo no mínimo 10 sessões.
Repetir 1 vez a cada 15 dias para manter o resultado.

DICAS:
A maca deve estar inclinada entre 30° a 45°, e a cliente com os braços elevados atrás da cabeça. Iniciar a pincelada na axila, contornando a mama de baixo para cima.
Uma sugestão para retirar a argila com mais praticidade é umedecê-la com Loção Hidratante Buona Vita, realizando movimentos circulares, e depois retirar o excesso com espátula descartável, finalizando com bandaletes úmidas ou lenços umedecidos.

Fonte:
Estudo de caso cedido pelo CIA – Centro e Instituto Internacional de Aprimoramento e Pesquisas Científicas.

Este material é de autoria de Buona Vita e está protegido sob a Lei de Direitos autorais. A sua reprodução total ou parcial é permitida, desde que na sua forma original sem qualquer tipo de adulteração ou alteração, sendo obrigatório a citação do nome do autor, sua obra e fonte de veiculação. O descumprimento destas condições ensejará ao infrator as penalidades cíveis e criminais cabíveis.

Você sabe o que é epigenética e porque ela é importante para a estética?

29/06/2017

Muitas vezes os problemas inestéticos são associados à herança genética ou hereditariedade, pois os genes são responsáveis por passar as características de pais para filhos.

Para compreender melhor esta questão com relação à estética, podemos utilizar o caso da calvície que acomete o avó, o pai e o filho. Devido à hereditariedade, esses vários indivíduos de uma mesma família apresentam essa condição em comum.

É assim também com a cor dos olhos, a cor e o tipo de cabelos, a cor da pele, a estatura, o tipo sanguíneo, entre outras características físicas, estéticas e até mesmo com relação ao desenvolvimento de doenças.

Mas, você sabia que existe outro fator que pode influenciar grandemente no surgimento de problemas estéticos?

É a epigenética, ou seja, os nossos hábitos cotidianos.

Vamos tentar explicar melhor.

Epigenética são as modificações nos genes não herdadas. Há evidências científicas de que os hábitos de vida e o ambiente social em que uma pessoa está inserida, pode modificar o funcionamento dos genes, e essas mudanças epigenéticas podem ser passadas para até duas gerações.

Por exemplo, uma pessoa que não tem tendência genética ao envelhecimento cutâneo precoce, acaba por desenvolver essa alteração estética mais precocemente devido ao fumo, ao consumo excessivo de bebidas alcóolicas, à exposição solar em demasia ou mesmo ao estresse.

Ou ainda, aquela pessoa que não tem tendência a engordar, pode desenvolver essa característica pelos maus hábitos de alimentação e falta de exercícios físicos.

Ou seja, a genética não é a única responsável pela nossa aparência. O estilo de vida que levamos influencia muito na nossa beleza. Por isso, é importante levar em conta os hábitos dos seus clientes para preparar um atendimento exclusivo e personalizado, o que faz toda a diferença.

Quer saber mais sobre isso? Leia o texto 8 benefícios da epigenética para sua beleza.

Fontes:
http://revistacarbono.com/artigos/03-epigenetica-e-memoria-celular-marcelofantappie/
http://blog.buonavita.com.br/index.php/2015/10/08/tratamentos-com-base-em-genetica-e-epigenetica/

 

Como saber se um cosmético tem registro na Anvisa

22/06/2017

Dizer que um cosmético foi notificado ou registrado na Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) quer dizer, em primeiro lugar, que ele está sendo produzido e comercializado dentro dos critérios legais e de segurança estabelecidos pelo órgão regulatório, sendo um tipo de garantia para você, consumidor, que adquire esse produto, sendo também uma forma de minimizar possíveis ocorrências de eventuais riscos à saúde.  A responsabilidade pela qualidade e segurança dos produtos será sempre da empresa fabricante ou, se for o caso, da importadora.

A primeira recomendação para saber se um produto foi submetido ao registro ou notificação na Anvisa é conferir se essa informação está presente na rotulagem. São dados obrigatórios que devem constar no rótulo/embalagem do produto junto ao nome do responsável pela fabricação. Para a maioria dos cosméticos é requerida apenas a notificação, os únicos para os quais são exigidos registro são os protetores solares e bronzeadores, produtos infantis, alisantes capilares, repelentes de insetos e géis antissépticos para mãos, conforme RDC 07 de 10 de fevereiro de 2015 (leia mais sobre a Legislação aqui e sobre a RDC 07/2015 aqui).

Como dissemos, verificar a informação no rótulo é o primeiro passo, mas somente ele não é garantia de que esteja tudo correto com a regularização do produto cosmético em questão. Pois é, pode parecer mentira, mas infelizmente muitas pessoas tentam cometer fraude contra o sistema, usando nomes de empresas não cadastradas na Anvisa, ou até mesmo o nome de suas empresas, mas associadas ao número de registro ou notificação de produtos de outras empresas, essas sim, idôneas. Por isso, além de buscar os dados no rótulo, é importante fazer a checagem dos mesmos no site da Anvisa para ter certeza de que os produtos estão mesmo regularizados.

Seguindo as recomendações da própria agência, para uma consulta eficaz, é importante ter o nome correto do produto. Também é possível fazer a pesquisa por meio do número do processo de notificação ou, se for o caso, o número do registro, reforçando que esses números devem estar sempre presentes nas embalagens/rotulagens junto aos dados do fabricante. Depois disso, é importante comparar se os resultados exibidos no site da Anvisa coincidem com as informações expostas na embalagem do produto – nome do produto, nome da empresa fabricante, etc., lembrando que somente aparecerão esses dados se o produto realmente estiver regularizado pelo órgão responsável. Também é importante verificar se o registro/notificação estão dentro da validade, pois eles possuem 5 anos de vigência, precisando ser revalidados, garantindo assim que não houve, por exemplo, mudança em sua formulação, e que sua eficiência, eficácia e segurança continuam garantidas.

Acesse aqui e consulte se seu cosmético está regulamentado. São três opções de consulta: a de cosméticos registrados (que vale para aqueles itens que descrevemos acima e que exigem obrigatoriamente a categoria REGISTRO; e os isentos de registro, mas que são NOTIFICADOS, sendo aqui divididos nos que tiveram o processo de notificação efetuado antes de 2014 ou depois de 2014. Caso não saiba se o produto é mais recente ou mais antigo, vale consultar todas as opções, mas fique de olho: se não encontrar as informações que procura ou se elas forem diferentes das que constam nos dados de rotulagem, informe a Anvisa e suspenda o uso do produto imediatamente. O ideal é que essa consulta seja feita antes mesmo de adquirir o produto, ou pelo menos antes de iniciar o uso. Todo cuidado e atenção são válidos quando o que está em jogo é a sua saúde e a do cliente atendido pelos profissionais de saúde estética.

Fonte:
http://portal.anvisa.gov.br/consulta-cosmeticos
Este material é de autoria de Buona Vita e está protegido sob a Lei de Direitos autorais. A sua reprodução total ou parcial é permitida, desde que na sua forma original sem qualquer tipo de adulteração ou alteração, sendo obrigatório a citação do nome do autor, sua obra e fonte de veiculação. O descumprimento destas condições ensejará ao infrator as penalidades cíveis e criminais cabíveis.

 

Página 3 de 7012345...102030...Última »