Argiloterapia: tratamentos estéticos com oligoelementos.

13/05/2019

Tratamento estético com argiloterapia.

O tratamento de argiloterapia já era utilizado pelos filósofos antigos.

A argiloterapia é um tratamento muito utilizado não apenas em clínicas de estética, mas também em spa’s. Essa técnica está longe de ser nova, pelo contrário, há registros indicando que a argiloterapia era utilizada na Grécia antiga. Mesmo assim, ela continua muito procurada, e com a onda de consumo cada vez mais voltado para produtos naturais, a argiloterapia se torna cada vez mais atual.

Argiloterapia.

A argila é um mineral proveniente da degeneração de algumas rochas, formando um material arenoso. Costuma ser utilizado para fabricar objetos e enfeites para a casa, mas não levou muito tempo para notar as propriedades da argila.

A argila possui propriedades revigorantes e cicatrizantes. Isso acontece devido à presença do silicato de alumínio, que além dessas características, também tonifica a pele.

Por seu efeito desintoxicante, a argila pode ser aplicado na pele do corpo, do rosto e também no couro cabeludo, livrando a pele de impurezas e deixando o cabelo hidratado e macio depois do tratamento.

Indicações da argiloterapia.

Indicações de tratamento com argiloterapia.

Conheça as indicações do tratamento estético com argiloterapia.

Efeito detox.

A argila já é conhecida por sua eficácia no tratamento detox. Isso é, ela auxilia a remover as toxinas do corpo, ajudando por exemplo a acabar com desconfortos e edemas. Ainda elimina as impurezas da derme, deixando os poros limpos.

Redução de medidas.

Um dos efeitos do tratamento detox, descrito acima, é a eliminação de toxinas. Estas toxinas causam inchaço, que aumentam as medidas. Quando eliminadas, é redução de medidas é consequência do tratamento. Para isso, o ideal é que a profissional oclua a região, com um plástico-filme. Assim, o efeito da argila é potencializado por ser mais concentrado.

Clareamento.

Quando enriquecida, a argila pode servir para diversos propósitos. Um dos mais procurados é o clareamento da pele. Portanto, a argiloterapia também pode ser utilizada como uma parceira em tratamentos para manchas de pele.

Controle de oleosidade.

O interessante da argila é que, por si só ela possui inúmeros benefícios, mas ela ainda pode ser preenchida com outros ativos. É o caso do carvão vegetal ativado, muito na moda hoje. Então, além de todos os efeitos da argiloterapia, a nossa pele também recebe o efeito antioleosidade do carvão. Este poderoso ativo reduz o tamanho dos poros, controlando a oleosidade da pele e do couro cabeludo. Muito eficiente para peles acneicas.

Efeito tensor.

A argila naturalmente possui efeito tensor. Enriquecida com pectina, pode ser ainda mais poderosa contra a flacidez de pele. A pectina é uma fibra encontrada em frutas e verduras, muito benéfica para o nosso intestino. Nesse caso, quando adicionada na argila, ela aumenta o efeito tensor, e protege a pele da flacidez.

Argilas da Buona Vita.

A Buona Vita possui um pack de argilas, que oferecem um tratamento completo, fazendo ser possível tratar a pele do corpo, do rosto e do couro cabeludo. Todas são enriquecidas com oligoelementos, ou seja, com os microminerais essenciais para uma pele bonita e saudável. Conheça nossas argilas.

Argila Enriquecida Lifting Corporal.

Esta argila é indicada para os tratamentos corporais, como detox, flacidez e redução de medidas. Contém silicato de alumínio, pectina e ovo atomizado, para potencializar o efeito tensor. Pode ser aplicada em todos os tipos de pele.

Argila Enriquecida Lifting Facial.

Esta argila funciona como uma máscara facial, indicada principalmente para hidratação. A sua formulação auxilia na nutrição da pele, assim como pode ser associada a protocolos para manchas. Por conter clorofila, é ideal para peles desvitalizadas.

Argila para Pele Oleosa e Capilar.

Esta argila facial também pode ser utilizada no couro cabeludo que apresentar oleosidade. Ela controla a seborreia e possui ação secativa. Pode ser utilizada também em peles acneicas. Possui carvão vegetal ativado a 20% e é muito eficiente na remoção das células mortas.

Super dica!

Alguns profissionais têm receio de utilizar as argilas, pois acham que elas fazem muita bagunça e são difíceis de remover uma vez que secam e ficam semelhantes a uma crosta. Mas não precisa ser assim.

Uma dica interessante é umedecer a argila seca com uma Loção Hidratante, e a remoção se torna muito mais simples.

Mas existe outra opção. Para aplicar a argila no corpo, é necessário dissolvê-la. Você pode dissolver em Águas Duras e aplicar no corpo. No momento da aplicação, isole a área com plástico-filme. Assim, a área de tratamento nunca seca e a remoção se torna mais fácil.

Bambuterapia: drenagem linfática com bambus.

06/05/2019

Bambuterapia com drenagem linfática.

Como funciona a bambuterapia?

Quando os clientes chegam com inchaço nos membros, é automático pensar em drenagem linfática. Mas esta drenagem pode ser realizada com bambuterapia, e não necessariamente apenas com as mãos. Você pode surpreender seus clientes com esta massagem que, além de relaxante, é muito eficiente.

O que é bambuterapia?

Desenvolvida na França, a bambuterapia é a massagem aplicada com hastes de bambus. Esta técnica pode ser utilizada para diversos objetivos. Redução da gordura localizada e tratamento para flacidez são alguns exemplos.

A massagem com bambus está se tornando popular.

A bambuterapia está cada vez mais conhecida no Brasil.

Ainda existe todo o benefício que uma massagem relaxante utilizando bambuterapia pode proporcionar. Mas hoje, falaremos sobre a aplicação da bambuterapia buscando a drenagem linfática.

O que faz a bambuterapia ser interessante para a saúde estética? As hastes do bambu permitem que o profissional toque e estimule mais regiões ao mesmo tempo do que normalmente faria usando apenas os dedos. Assim, os resultados são mais eficientes. Não é à toa que, mesmo sendo aplicado há pouco tempo no Brasil, este procedimento já caiu no gosto dos clientes.

Bambuterapia e a drenagem linfática.

A drenagem linfática já é uma velha conhecida dos esteticistas. Esta técnica busca estimular o sistema linfático a remover o excesso de líquido e toxinas do corpo, trazendo resultados como redução de medidas e bem-estar.

O sistema linfático costuma ser lento e possui uma direção específica. Por isso, para estimular corretamente a remoção de líquidos do corpo, é necessário realizar movimentos direcionados nesta mesma direção. Isso exige conhecimento sobre o sistema linfático por parte do profissional de saúde estética. A pressão aplicada com o bambu também pode variar de leve à moderada. 

Para realizar a massagem com babus, é importante estudar o sistema linfático.

Lembre de utilizar o seu conhecimento sobre o sistema linfático para realizar a bambuterapia.

A bambuterapia é uma técnica complexa, com inúmeros movimentos e tipos de bambus. Lembrando que também podem ser associados cosméticos para potencializar a drenagem e para facilitar os movimentos com o bambu.

Protocolo de drenagem linfática com bambuterapia.

Passo 1 – Higienização.

Faça a assepsia de suas mãos e da região de tratamento. Utilize o Higisystem e o Sabonete Líquido. Não esqueça de realizar também a higienização dos bambus que serão utilizados. Para isso, utilize um detergente neutro e água.

Passo 2 – Faça a esfoliação da região utilizando o Peeling. Massageie com movimentos circulares até formar grumos e os remova com lenços umedecidos.

Passo 3 – Drenagem.

Aplique 20 gotas do sérum Body Drain e outras 20 gotas do sérum Body Enforce. Espalhe os séruns na região de tratamento.

Opção 1: realizar manobras de drenagem linfática manual no sentido do sistema linfático conforme conhecimentos técnicos. Associe as manobras com a técnica de bambuterapia. Para melhor deslizamento do bambu utilizar o Óleo para Massagem.

Opção 2: realizar a Endermologia Vibratória no sentido drenante do sistema linfático conforme especificações do aparelho.

Opção 3: realizar a Endermologia por Vácuo no sentido drenante do sistema linfático repetindo várias vezes. Neste caso de associação com a Endermologia por Vácuo, realize a técnica com Óleo de Massagem e após a realização da técnica, aplique os séruns Body Drain e Body Enforce, para que os séruns não sejam sugados pelo vácuo. Finalize com massagem drenagem linfática manual até absorção dos séruns.

Dica: escolha uma música ambiente tranquila, para estimular ainda mais o relaxamento do cliente e melhor a experiência. O ambiente climatizado é uma boa pedida. Você também pode reduzir a potência das luzes do local, utilizando a meia-luz para provocar um efeito relaxante. Se for do gosto do cliente, acender um incenso pode cair bem.

Frequência do Tratamento

Realizar 2 a 3 vezes na semana, conforme necessidade da cliente.

Manutenção diária.

Aplique o fluido termogênico Intense Fit, borrifando no local e massageando até absorção.

 

6 atitudes para evitar a acne.

22/04/2019

Dicas para evitar a acne.

Como evitar a acne?

Um dia depois da páscoa, você olha no espelho e lá estão elas: acne. O chocolate vem e as espinhas logo aparecem em seu rosto. Por que isso acontece e qual a melhor maneira de tratar a acne? Afinal, o chocolate causa a acne?

O que é a acne?

Vamos do começo. Você sabe o que é a acne? É uma doença que afeta muitas pessoas, mas principalmente adolescentes. Popularmente chamada de “espinha” ou “cravo”, a acne é uma alteração inestética caracterizada pela obstrução dos poros pelo excesso de sebo produzido pelas glândulas sebáceas.

Quando acontece esse entupimento dos poros, uma aglomeração de bactérias se instala, o que pode resultar em inflamação. Assim surgem aquelas bolinhas de pus e a pele vermelha e sensível.

Os profissionais da área da saúde e da saúde estética que trabalham com tratamentos para acne dividem ela em 4 graus. O grau 1 é o mais leve, com pouca presença de oleosidade e quadro inflamatório pequeno, e o grau 4 é o mais severo, no qual pode haver inflamação, febre e até hemorragia, mesmo que seja extremamente raro.

Comer chocolate causa acne?

Chocolate pode causar acne?

É verdade que comer chocolate causa espinhas?

É difícil vermos alguém fazendo essa pergunta hoje. Isso por que se tornou quase uma cultura popular, e a maior parte das pessoas realmente acredita que o chocolate está diretamente ligado com o aparecimento da acne. Mas não é bem assim.

Acontece que o chocolate normalmente possui um alto índice glicêmico, que estimula as glândulas sebáceas e aumenta a produção de sebo. E com maior produção de sebo, é mais provável que aconteça o entupimento dos poros, resultando em uma inflamação.

Ou seja, o chocolate, pelo seu índice glicêmico alto pode causar a acne, mas não precisa ir condenando só ele, já que existem outros alimentos que são comuns no dia a dia e também possuem alto índice glicêmico. A exemplo disso, estão as massas, pães, leite e frituras. O correto é fazer um levantamento do que você está consumindo para entender o que causa a sua acne. 

Quanto ao chocolate, é comum ter problemas de acne se você costuma comer o chocolate ao leite, que hoje é a maioria no mercado. Busque comer o chocolate ao mais natural possível. Hoje é possível encontrar marcas que vendem chocolate com cacau a 70%, que além de engordar menos e não impulsionar tanto a oleosidade, ele também é um excelente antioxidante. Assim, você também combate o envelhecimento precoce.

6 atitudes para evitar a acne.

Passou a páscoa e a acne apareceu? Veja como diminuir as chances de isso acontecer de novo.

1. De olho no índice glicêmico.

Não basta apagar o chocolate da lista do supermercado para se livrar das espinhas. Precisa ficar de olho em toda a dieta. Prefira alimentos integrais. Também coma frutas como maçãs, kiwi ou peras. Não esqueça da salada. Coma alface, tomate, brócolis e abobrinha.

2. Qual o seu protetor solar?

Protetores solares são extremamente necessários para o nosso dia a dia, realizando a proteção da nossa pele e evitando, por exemplo, o câncer de pele. Mas o protetor solar, por si só, costuma ser oleoso. Por isso, se você possui uma pele com tendência oleosa, pode ser interessante adquirir um produto oil free. Desse jeito os seus poros terão menos chance de serem obstruídos. Uma boa dica pode ser utilizar o Hidra Sun Progress, BB Cream oil free da Buona Vita. 

3. Reduzir o estresse é importante.

O estresse pode causar a acne.

O estresse pode ser um fator para o aparecimento de acne.

Sim, ele ataca novamente. O estresse tem se tornado um personagem nos últimos anos, e com razão. Não devemos reduzir a sua importância apenas por se tratar de algo que remete mais ao emocional. Inclusive, é justamente por isso que devemos prestar mais atenção ao estresse.

Acredita-se que a influência do estresse sob o organismo é de redução das defesas, o que faz com que seja mais fácil acontecer uma inflamação. Então, quando o estresse bate, é normal o aparecimento de acne em quem já possui uma predisposição.

4. Realize uma limpeza de pele.

Realizar uma limpeza de pele é crucial. Faz com que nos livremos de impurezas que podem estar obstruindo os poros, prestes a causar uma inflamação. Mas se você realiza a limpeza em casa, tome cuidado para não exagerar. Quando realizamos uma higienização exagerada, podemos remover a oleosidade da pele momentaneamente. E apesar disso parecer algo bom, não é, principalmente se você possui uma pele oleosa. Quando a oleosidade da pele é reduzida em grande escala, ela busca suprir essa necessidade. Ou seja, pode acontecer um efeito rebote de ainda mais oleosidade e piorar ainda mais o processo inflamatório.

5. Não durma usando maquiagem.

A maquiagem pode obstruir os poros e causar a acne.

Dormir com a maquiagem pode causar acne.

Você aplica a maquiagem, vai para uma festa e quando volta, está cansada demais para retirar toda aquela cor do rosto. Não é incomum, e também é uma péssima ideia. A maquiagem também causa o tamponamento dos poros e, por consequência, a acne. Você pode estar cansada, mas faça um esforço para remover a maquiagem e dormir com o rosto limpo.

6. Nunca esprema a acne.

Talvez seja um dos erros mais comuns de cuidados diários da pele: espremer a espinha. Além de deixar a pele inchada e vermelha, após espremer uma espinha, você possui uma ferida aberta na pele. Isso quer dizer que ela pode inflamar a qualquer momento.

Pense assim: onde a sua mão tocou hoje? No ônibus? No portão da empresa? No cachorro? Já é desaconselhado estarmos tocando em nosso rosto quando ele está saudável. Se ele está passando por uma acne, isso é ainda pior. Nossas mãos carregam inúmeras bactérias, e ao encostar em uma ferida aberta, você apenas carrega todas elas para dentro de seu corpo. O processo inflamatório pode piorar e inclusive deixar cicatrizes. Em caso de acne, vá até um dermatologista ou esteticista para que o tratamento correto seja adotado.

Página 4 de 88« Primeira...23456...102030...Última »