Pele de fumante: efeitos do cigarro na beleza.

29/08/2019

Efeitos da nicotina na pele de fumante.

Como tratar a pele de fumante?

Você conhece alguém que fuma há tempos? Se sim, alguma vez já perguntou a idade desta pessoa? Às vezes, levamos um susto: a pessoa parece ser mais velha do que realmente é.

Hoje é o Dia Nacional do Combate ao Fumo, e vamos falar um pouco sobre a pele de fumante. Quais são os efeitos do tabagismo na beleza da pele? Existem cosméticos indicados para esse tipo de pele?

Características de uma pele de fumante.

O fumante já está cansado de saber sobre os principais riscos do tabagismo: câncer de pulmão e problemas de respiração. Mas quais são os efeitos do tabagismo na estética e na beleza da nossa pele?

O cigarro é repleto de toxinas. Para resumir, são mais de 40.000 substâncias tóxicas dentro de apenas 1 cigarro. Algumas destas toxinas são responsáveis por impulsionar a ação dos radicais livres, e o efeito oxidativo acontece mais rapidamente. Portanto, o primeiro e principal efeito na pele é:

Envelhecimento de pele.

Uma hora, o envelhecimento chega para todos, e a pele sente. As tão temidas rugas ficam mais profundas e começam a aparecer mais, e as linhas de expressão aparecem por todo o rosto. Mas na pele de fumante, isso tudo pode acontecer muito mais rápido.

Falta de elasticidade.

A perda do colágeno é um dos motivos do aparecimento de rugas. Com o colágeno em baixa, a flacidez toma conta das características da pele. Com pouca firmeza, a pele fica mais propensa a alterações inestéticas.

Marcas de expressão na boca.

Sabe aquele movimento com os lábios que fazemos quando fumamos? Ele é um movimento repetitivo que causa linhas de expressão na boca. Agora, pense nas pessoas que fumam um maço por dia. Esse movimento é repetido inúmeras vezes, e as linhas permanecem ao redor da boca.

Olheiras.

Este não é um efeito direto, e sim um efeito indireto do tabagismo. Com os problemas respiratórios e de ansiedade relacionados ao cigarro, o sono é um dos principais prejudicados. Assim, é comum fumantes terem a aparência cansada, causando as olheiras.

O que fazer para melhorar a pele de fumante?

Obviamente que a primeira atitude deveria ser parar de fumar: melhoraria a saúde e a estética pessoal. Mas vamos além do óbvio, falar sobre cosméticos que podem ser interessantes para a pele.

Serun Vitalizante, para pele de fumante.

O serun Vitalizante é ideal para pele de fumante.

Este sérum é um neurocosmético que possui uma combinação de ativos incríveis, que potencializam os efeitos em uma pele tão danificada, como costuma ser a pele de fumante.

Com a vitamina C somada à nanotecnologia, este sérum apresenta potente ação antioxidante. Esta ação previne os efeitos dos radicais livres na pele, evitando o envelhecimento precoce.

Um outro ativo muito importante é o Hydroxiprosilane, que estimula a biossíntese de colágeno, e aumenta a firmeza da pele e a beleza do rosto.

O ácido hialurônico, já conhecido de nossas seguidoras, é um ativo que causa um filme de hidratação no local de aplicação, evitando a perda excessiva de água da pele.

E deixamos o melhor para final. O Neuroxyl é um neurocosmético que previne o envelhecimento cutâneo. Isso acontece devido a prevenção da degeneração da comunicação entre os neurônicos, provocada por esse ativo. Isso resulta no aumento da sobrevivência de células nervosas, e consequentemente na melhoria da diferenciação celular. Resumindo, este ativo auxilia na melhoria da função celular da pele, o que impede o envelhecimento.

Você pode conhecer um tratamento profissional com o Serun Vitalizante. Clique em Hidratação facial potencializada com vitamina C e Led, e aproveite.

Radiance para pele de fumante.

O Radiance pode tratar olheiras da pele de fumante.

 

Para complementar o Serun Vitalizante, o Radiance é uma ótima escolha.

A única alteração que o Serun Vitalizante não consegue tratar são as olheiras, mas o Radiance dá conta do recado. Este creme de tratamento para área dos olhos diminui a aparência das bolsas em volta dos olhos e clareia as olheiras, resultando em uma aparência mais bela e disposta. O Ácido Kójico é um antidespigmentante que previne a formação de melanina e clareia a área dos olhos.

E claro, de tudo que você pode fazer, a melhor de todas as opções já está em suas mãos. Pare de fumar, por você e por sua beleza.

 

Pele oleosa: como reduzir a oleosidade sem precisar sair de casa.

29/08/2019

Mulher com pele oleosa.

Pele oleosa: o que fazer?

Você passa horas na frente do espelho, arrumando a maquiagem, mas logo ela assume um brilho excessivo e acaba com o encanto. Já passou por isso? Então entenda como você pode tratar a pele oleosa sem nem precisar sair de casa, apenas escolhendo os produtos certos e mudando alguns hábitos.

De onde vem a oleosidade na pele?

A pele, o maior órgão do corpo humano, possui uma série de glândulas, que realizam diversas funções. Uma destas glândulas é justamente a glândula sebácea. As glândulas sebáceas estão presentes em toda a extensão de nossa pele, exceto nas palmas das mãos e nas solas dos pés.

A função da glândula sebácea é realizar a produção de sebo e secreção. Este sebo age diretamente na superfície epidérmica da pele. Esta secreção oleosa é formada por algumas substâncias, como ácidos graxos, ésteres de colesterol e células secretoras.

A secreção promovida pelas glândulas sebáceas possui uma função muito importante: a lubrificação da pele e dos pelos. Porém, ainda apresenta a função de reduzir a perda de água pelo corpo.

Até a adolescência, estas glândulas sebáceas funcionam, porém em uma atuação reduzida, produzindo pouco sebo. Mas quando chegamos na adolescência, hormônios como a testosterona começam a agir em maior escala. Isso impulsiona a atividade da glândula sebácea, e a produção de sebo dispara.

Essa produção em excesso é, por exemplo, uma das responsáveis pelo aparecimento da acne, principalmente nos adolescentes. Com uma produção de sebo em excesso, os poros correm o risco de entupir. Quando isso acontece, uma inflamação pode se instalar e gerar a acne. Portanto, o sebo possui uma relação direta com o aparecimento de acne, e por isso, é tão difícil um adolescente passar por essa fase sem o aparecimento de espinhas na pele.

Beleza, isso tudo acontece com adolescentes. Mas por que algumas pessoas adultas continuam com a pele oleosa? Siga com a gente para descobrir.

Por que tenho pele oleosa?

O que potencializa a pele oleosa?

Não são só os adolescentes que sofrem com a pele oleosa. Muitos adultos ainda têm o mesmo problema, mas por quê?

Existem fatores-chave que influenciam na produção de sebo. Será que você é a causa da sua pele oleosa? Veja os hábitos errados de quem possui oleosidade.

Alimentação calórica.

Comida gordura pode manter a pele oleosa.

 

Não tem como fugir, a sua dieta reflete em sua pele de um jeito ou de outro.

Uma pizza, pastéis ou hambúrgueres sempre caem bem, certo? A sua pele pode não pensar desse jeito. Uma alimentação calórica, repleta de frituras e gorduras impulsiona a produção de sebo pela pele. Em suma, farinhas e açúcares possuem alto índice glicêmico, que faz com que a pele fique mais oleosa.

Então a dieta é um ponto que precisamos prestar atenção, se queremos combater a oleosidade na pele.

Cosméticos errados.

Os cosméticos errados podem manter a pele oleosa.

Se você tem pele oleosa, provavelmente já procurou por algum produto para reduzir essa oleosidade. Nessa hora, é preciso prestar atenção: você está utilizando os produtos certos para a sua pele?

Cosméticos secativos são muito buscados, e podem ser a resposta certa para o seu tipo de pele. Mas se, por exemplo, o cosmético secar muito a sua pele, pode acontecer um efeito rebote. Ou seja, as glândulas sebáceas percebem que a pele está seca demais, e estimulam uma produção ainda mais intensa de secreção para tentar equilibrar. Assim, a pele fica ainda mais oleosa.

Não lavar o rosto, ou lavar demais.

Lavar o rosto demais pode manter a pele oleosa.

É aquele ditado: tudo em excesso faz mal.

Quando a pele está muito oleosa, você pode ter a sensação de sujeira, e querer lavar ela várias vezes durante o dia, sempre que sentir a oleosidade de volta. Essa é uma péssima ideia.

Quando você remove totalmente o sebo da pele, seja com produtos secativos ou com lavagens em excesso, as glândulas sebáceas tentarão repor o sebo, e aí está o efeito rebote de novo.

Por outro lado, alguns têm com medo de lavar a pele, temendo o efeito rebote. Essa também não é a solução. A pele apenas continuará oleosa, e dessa vez, com maior número de impurezas, que podem acarretar processos inflamatórios como a acne.

O segredo para lavar o rosto sempre está no equilíbrio.

Usar água muito quente.

Tomar banho com água quente mantém a pele oleosa.

Principalmente quando está frio, um banho escaldante pode ser muito gostoso. Mas para a pele, a água quente não faz bem.

A água muito quente estimula ainda mais a produção de oleosidade, e ocasiona a abertura dos poros. Apesar da sensação aconchegante de um banho quente, o ideal seria tomar banhos quentes ou frios. Caso você more em uma região em que o inverno é muito forte, não precisa tomar o banho gelado, mas pense em lavar o rosto com a água fria. Isso já fará uma grande diferença.

Dormir com maquiagem.

Dormir com maquiagem mantém a pele oleosa.

Chegar em casa cansada, e deixar para tirar a maquiagem no outro dia. Quem nunca, não é? Um erro muito comum e com consequências em nossa beleza.

A maquiagem, apesar de nos deixar mais bonitas enquanto estamos acordadas, tamponam os nossos poros enquanto dormimos. Desse jeito, a nossa pele fica sem respirar e algumas coisas podem acontecer: processos inflamatórios como acne, envelhecimento precoce da pele e oleosidade.

Esses são alguns dos hábitos que fazem com que uma pele seja oleosa, mas também existem algumas características do corpo que fogem do nosso controle.

Alterações hormonais.

Alterações hormonais mantém a pele oleosa.

Responsáveis pela oleosidade na adolescência, os hormônios também podem estar por trás da oleosidade durante a fase adulta. Algumas pessoas possuem desregulações endócrinas, produzindo muito (ou pouco) de alguns hormônios. É claro que isso pode refletir na pele, causando maior presença de sebo.

Para o controle de alterações hormonais, você pode buscar ajuda de um médico endócrino, e tomar suplementos que auxiliam no controle dos hormônios.

Genética.

Genética pode ser o motivo da pele oleosa.

Pois é. Se, na sua genética está escrito que você possui predisposição à oleosidade, esta provavelmente é uma das causas. Nesse caso, você pode buscar meios de controlar a oleosidade na pele, realizando tratamentos e até acompanhamento de um profissional, se for o caso.

Hábitos diários para evitar a pele oleosa.

Pequenas mudanças podem fazer muita diferença em sua aparência, e mudar completamente a sua relação com a pele.

Mude a sua dieta.

Quando falamos em “mudar a dieta”, muitos já torcem o nariz, por imaginar uma mudança completa no cardápio. Na verdade, às vezes, o que precisamos fazer é apenas equilibrar a dieta.

Alimentos ricos em vitamina A, como a cenoura, são bons aliados para buscar o controle da oleosidade na pele. Outros alimento interessante é a batata doce, rica em vitaminas C e E, além de reduzir a oleosidade da pele, ela também auxilia no antienvelhecimento.

Consumir alimentos ricos em zinco e tomar água também ajudam na saúde de sua pele, na beleza e diminuem a oleosidade.

Remova a maquiagem antes de dormir.

Não é difícil, né? Podemos até estar com sono ou um pouco de preguiça, mas esses minutinhos em frente ao espelho, com certeza, valem a pena no outro dia.

Escolha um bom demaquilante para limpar seu rosto antes de dormir. Uma pele com os poros limpos consegue respirar enquanto você dorme, e você fica sem oleosidade e livre de acne.

Utilize os cosméticos certos para você.

Mas como saber se o cosmético é o certo para você? A melhor maneira é consultar com uma esteticista ou um dermatologista para entender qual o melhor ativo para sua pele.

Mas se você já sabe que possui uma pele oleosa e está buscando a solução para ela, preste atenção nos produtos que usa para este objetivo.

Conheça os cosméticos da Buona Vita para pele oleosa.

Sabonete A.S Peel, com ácido salicílico para pele oleosa.

Sabonete AS Peel, para pele oleosa.

Este sabonete é indicado especialmente para peles oleosas e peles com acne. Ele age desobstruindo os poros e removendo as impurezas, renovando. Seu principal ativo é o ácido salicílico, que provoca a esfoliação da pele em sua superfície e dentro dos poros, melhorando a textura sem causar nenhuma irritação.

Mandepeel, com ácido mandélico para pele oleosa.

Ácido mandélico trata a oleosidade.

Este esfoliante é ideal para higienização do rosto, revitalizando e clareando a região. Pode ser utilizado em qualquer estação do ano. Seu principal ativo é o ácido mandélico, que usa o peeling químico para auxiliar muito na renovação da pele e na descamação de células mortas.

Loção Normalizadora, para um pH equilibrado em pele oleosa.

Loção normalizadora para pele oleosa.

Esta loção secativa foi desenvolvida para regular o pH da pele. Controla a oleosidade, reduz a abertura dos poros e possui ação anti-inflamatória, antisséptica e regeneradora.

Prosec, sérum secativo para pele oleosa.

Secativo para pele oleosa.

Este sérum foi desenvolvido com probiótico para o tratamento de acne e comedões. Probióticos são microrganismos vivos que, na dose correta, provocam efeitos benéficos no corpo. Assim, o Prosec é ideal para tratar a acne e evitar a formação de cicatrizes. Com ação anti-inflamatória, o sérum controla os efeitos da oleosidade na pele, reduzindo o brilho excessivo e reduzindo a abertura dos poros, tornando a pele mais atraente e saudável.

Basta espalhar uma camada na região de tratamento e deixar agir.

Stone Zinc, máscara cremosa para pele oleosa.

Máscara cremosa para pele oleosa.

Uma máscara cremosa litoterápica, indicada para todos os tipos de pele, principalmente para as peles oleosas. Possui um incrível efeito lifting, ação antioxidante e hidratação. A Stone Zinc é uma máscara criada para conter os efeitos da oleosidade na pele, e seu principal ativo é o ácido hialurônico, que deixa o rosto com aspecto aveludado, macio e mantém o equilíbrio da pele.

Normaclean, sabonete com ácido salicílico.

Normaclean, para pele olesa.

Este sabonete líquido pode fazer a diferença no dia a dia de quem convive com a pele oleosa. Para ser aplicado duas vezes ao dia, desobstrui os poros e reduz a oleosidade, melhorando a aparência. Se aplicado diariamente, também pode ser utilizado para reduzir as manchas da pele causadas pela acne. Contém ácido salicílico.

Hydragel, para controle da oleosidade.

Gel para pele oleosa.

Gel de textura leve e agradável, indicado para manutenção diária da pele oleosa. Seu principal ativo é o Hygeaphós, com poderosa ação seborreguladora, reduzindo a oleosidade excessiva da pele.

Peeling, creme esfoliante.

Creme esfoliante para pele oleosa.

Este creme é indicado para proporcionar o efeito rolling, realizando a remoção de impurezas, células mortas e desobstrução dos poros, dando lugar para uma nova pele. Contém extrato de camomila, que acalma a pele, enquanto as esferas vulcânicas realizam a esfoliação.

Hidra Sun Progress, protetor com tonalizante.

Hidra Sun Progress, protetor com tonalizante para pele oleosa.

Quem tem pele oleosa, sabe que é só chegar o verão para que o brilho tome conta de nosso rosto. O Hidra Sun Progress é um BB Cream com ação de proteção solar. Este protetor oferece efeito tonalizante, hidratante e protetor. Ideal para peles oleosas e para evitar o envelhecimento precoce.

Keep Control, cápsulas para peles com acne.

Nutricosmético para acne.

Este nutricosmético da linha Keep Up é indicado para o controle da oleosidade e da acne. Reduz a oleosidade, aumenta a imunidade e melhora a cicatrização. Tudo isso é possível devido a sua grande variedade de ativos: vitamina A, vitamina B6, vitamina C, vitamina D, magnésio, selênio, zinco e cromo.

Você só precisa ingerir duas cápsulas por dia.

 

 

 

 

5 melhores tratamentos com microagulhamento no rosto.

19/08/2019

Microagulhamento no rosto.

Novas técnicas para beleza surgem a cada dia, mas ninguém pode negar que o microagulhamento chama a atenção de qualquer um, principalmente quando falamos de microagulhamento no rosto.

Esta técnica, ao mesmo tempo em que é muito procurada nas clínicas de estética, também gera muitas dúvidas. Afinal de contas, como que funciona o microagulhamento? Para o que é indicado? Quem pode aplicar? Microagulhamento no rosto dói? Mas vamos aos poucos.

Como o microagulhamento funciona?

A técnica de microagulhamento tem chamado atenção da mídia devido aos resultados surpreendentes. Mas saiba já que você não pode sair aplicando o microagulhamento sem antes realizar um curso sobre o assunto, com teoria e prática.

Agora vamos ao que interessa.

O microagulhamento é uma técnica que utiliza (como o nome já diz) microagulhas para realizar pequenas fissuras na pele.

O tamanho das agulhas pode variar de acordo com objetivo do tratamento, ou de profissional para profissional, pois apenas alguns profissionais podem aplicar algumas agulhas.

Classificação da intensidade da injúria provocada pelo microagulhamento, tratamentos e quem pode aplicar.

Característica do estímulo

Comprimento da agulha

Injúria leve

0,25 e 0,5mm – profissionais de estética, biomédicos, fisioterapeutas e médicos.

Efeito drug delivery, rugas finas, melhoria de brilho e textura, leve irregularidade da pele.

Injúria Moderada

1,0 e 1,5mm – fisioterapeutas, biomédicos e médicos.

Flacidez cutânea, rugas médias, rejuvenescimento global, queda capilar, hipercromias leves.

Injúria Profunda

2,0 e 3,0mm – médicos.

Cicatrizes onduladas e retráteis, estrias e rugas profundas, cicatrizes de queimadura .

Resumindo, o microagulhamento em si pode ser usado com dois objetivos: potencialização da produção de colágeno ou drug delivery.

Produção de colágeno.

Principalmente quando é aplicado o microagulhamento no rosto, o objetivo pode ser elevar a produção de colágeno da pele. Assim, acontece a redução da flacidez, rugas e linhas de expressão.

O microagulhamento ocasiona uma microlesão. Quando a nossa pele sofre uma lesão, o organismo age para restabelecer o tecido danificado. E assim, um novo tecido é formado, rico em colágeno e elastina.

É indicado também para cicatrizes hipotróficas, ou seja, partes da pele que estão com menor quantia de tecido devido uma lesão. Um exemplo disso são as cicatrizes de acne.

Efeito drug delivery.

O microagulhamento também pode ser aplicado com o objetivo de potencializar um tratamento, levando ativos até uma região mais profunda da derme. A tradução literal de drug delivery é “entrega de drogas” mas podemos traduzir para “entrega de ativos”. Ou seja, o microagulhamento leva os ativos para a cama da derme onde eles realmente agem, provocando resultados mais rápidos e eficientes.

O drug delivery pode ser utilizado para qualquer tratamento estético, inclusive combinado com a potencialização da produção de colágeno.

Colágeno é um benefício do microagulhamento no rosto.

Como aplicar o microagulhamento.

Hoje, o mercado oferece dois principais aparelhos para a aplicação da técnica de microagulhamento: o dermaroller e o dermapen. Os dois aparelhos podem ser utilizados para os mesmos propósitos.

Daqui a pouco, vamos falar mais sobre as diferenças entre cada um.

Os 5 melhores tratamentos com microagulhamento no rosto.

Como já falamos, o microagulhamento utiliza a mesma técnica para objetivos diferentes: drug delivery ou colágeno. Mas isso não significa que o tratamento deva ser sempre o mesmo. Afinal de contas, tudo depende dos ativos carregados pelos cosméticos que serão aplicados no local de tratamento.

Conheça a seguir 5 dos melhores tratamentos que aplicam o microagulhamento no rosto.

Antes de iniciar qualquer tratamento, é vital que você realize uma boa limpeza pele. Lembre que o microagulhamento é invasivo, e não podemos permitir que impurezas invadam seus pequenos ferimentos, não é?

Tratamento para cicatrizes de acne com microagulhamento.

Quem nunca apertou uma espinha quando era adolescente? É claro que não esperávamos que no lugar dela, uma cicatriz se formasse. Infelizmente, acontece. A boa notícia é que o microagulhamento pode ajudar a resolver esse problema.

Após a técnica do microagulhamento no local da cicatriz, você precisa escolher qual os ativos que podem ser interessantes para aplicar no local para o objetivo deste tratamento.

Ácido hialurônico.

Já conhecido por muitas de suas funções, esse ácido é uma molécula produzida naturalmente pelo nosso corpo. Por isso, ela é muito bem aceita pelo nosso organismo. O ácido hialurônico atua na hidratação, elasticidade e, no caso da cicatriz de acne, atua realizando preenchimento. Quando associado ao microagulhamento, apresenta resultados incríveis.

Fator de Crescimento Fibroblástico Básico.

Os fatores de crescimento são substâncias que provocam o estímulo para causar maior proliferação celular. Podem ser aplicados em tratamentos de estrias, rejuvenescimento de pele, em momentos pós-operatórios ou, no nosso caso, em cicatrizes de acne.

O Fator de Crescimento Fibroblástico Básico (Nanofactor – b-FGF) estimula a recuperação tecidual através da ativação de novas células da derme, ideal para o tratamento de cicatrizes. Aliado a isso, também induz a produção de colágeno e elastina.

Quais cosméticos utilizar?

Para o tratamento de cicatrizes de acne utilizando a técnica de microagulhamento, você pode utilizar os seguintes cosméticos.

Serun Vitalizante.

Este sérum é um antiage com ácido hialurônico, que pode ser utilizado para regeneração tecidual. Além disso, também carrega a vitamina C nanoencapsulada, sendo um potente antioxidante.

Quero saber mais sobre o Serun Vitalizante.

Gel Creme Skin Factor.

Este gel com fatores de crescimento é ideal para o tratamento de cicatrizes, como as de acne. Também pode ser associado em tratamentos para estrias, rejuvenescimento, tratamentos capilares e em momentos pré e pós-operatórios.

Quero saber mais sobre o Gel Creme Skin Factor.

Tratamento para melasma com microagulhamento.

As manchas no rosto podem surgir por diversos fatores, sendo o mais comum a exposição contínua à luz solar. Mas também podem aparecer durante a gestação devido aos hormônios, ou mesmo após uma inflamação na pele. E o microagulhamento pode ser o tratamento perfeito para resolver essa alteração inestética também. Basta escolher os melhores ativos.

Belides.

Este ativo é um clareador natural muito eficaz, que é indicado para atuar antes, durante e depois da formação da melanina.

Alpha Arbutin.

Um ativo com ação clareadora que atua inibindo a tirosinase, inibindo assim a formação da melanina.

Biofoetida.

Um ativo poderoso, derivado de um extrato de uma planta rica em ácido ferúlico, um potente antioxidante capaz de inibir a formação de melanina, além de neutralizar os radicais livres gerados pelo sol, poluição, cigarros ou estresse.

Quais cosméticos utilizar?

Para o tratamento de melasma utilizando a técnica de microagulhamento, você pode utilizar o seguinte cosmético.

Ionto White Skin.

O Ionto White Skin auxilia nos tratamentos de clareamento, com ação inibida da formação de melanina, sendo indicado então para o tratamento de peles com manchas.

O Ionto White Skin possui todos os ativos citados acima, e utilizando apenas ele, somado à técnica de microagulhamento, os resultados já serão incríveis.

Quero saber mais sobre o Ionto White Skin.

Tratamento para rejuvenescimento com microagulhamento.

Quando envelhecemos, já é esperado o aparecimento de rugas e linhas de expressão. A produção de colágeno e elastina diminui, e a flacidez começa a aparecer.

Vitamina C.

Provavelmente seja o ativo mais conhecido neste blog post, e não é sem motivos. A vitamina C é um poderoso antioxidante, que auxilia muito a prevenir e tratar o envelhecimento de pele. Com toda essa ação antioxidante, ela “sequestra” os radicais livres, retardando o envelhecimento precoce. A vitamina C ainda estimula a produção de colágeno.

Ácido hialurônico (de novo).

Sim, ele de novo. O ácido hialurônico possibilita uma série de tratamentos, de cicatrizes de acne, preenchimento, hidratação e rejuvenescimento. Então, você pode aplicar ele novamente aqui.

Fatores de Crescimento (e de novo).

Os fatores de crescimento já são bem conhecidos no mercado, por seus resultados principalmente sobre cicatrizes ou danos na pele, mas também podem ser utilizados para rejuvenescimento.

O b-FGF é um fator de crescimento que estimula fibroblastos, reduzindo o envelhecimento, linhas e rugas, ativando as novas células da pele.

Aminoácidos.

Os aminoácidos, como o Hydroxyprolisilane CN, estimulam a biossíntese de colágeno, reduzindo consideravelmente a oxidação proveniente do envelhecimento da pele. Desse jeito, os aminoácidos melhoram a regeneração celular e a hidratação, mantendo a pele jovem e bonita.

DMAE.

Também conhecido como dimetilaminoetanol, é um antioxidante produzido pelo nosso corpo, mas é encontrado em maior quantidade em peixes. Antes utilizado para recuperação de memória, hoje ele é utilizado em cremes anti-idade.

Ideal para proporcionar elasticidade, firmeza e tonicidade para a pele, cosméticos com DMAE são perfeitos para combater as linhas de expressão do rosto.

Quais cosméticos utilizar?

Quando o negócio é rejuvenescimento de pele, estamos falando principalmente sobre flacidez da pele, que perde a tonicidade com o tempo, formando rugas e linhas de expressão. Para um tratamento de rejuvenescimento de pele com microagulhamento, você pode utilizar:

Antiox.

O Antiox é um sérum com função antioxidante. Seu principal diferencial é a vitamina C nanoencapsulada, sendo pura e concentrada. O Antiox não possui nenhuma adição de água, e possui uma composição 97,7% ativa, sendo altamente eficaz contra a oxidação diária da pele.

Quero saber mais sobre o Antiox.

4D.

Este sérum preechedor possui ácido hialurônico em 4 pesos moleculares diferentes. Qual a diferença que isso causa durante o tratamento de preenchimento de rugas? Assim, o preenchimento acontece em várias camadas da pele, preenchendo de dentro para fora.

Quero saber mais sobre o 4D.

Ionto Bio Factor.

Este cosmético com fatores de crescimento possui o potencial de aumentar os níveis de colágeno e elastina da pele, sendo ideal para rejuvenescimento, entre outros protocolos, como procedimentos pré e pós-cirúrgicos.

Quero saber mais sobre o Ionto Bio Factor.

Serun Vitalizante.

Já falamos sobre essa belezinha aqui, mas vamos reforçar: o Serun Vitalizante é um cosmético multifuncional, e também carrega aminoácidos que potencializam a biossíntese de colágeno.

Quero saber mais sobre o Serun Vitalizante.

Ionto DMAE Tenso Active.

DMAE está entre os ativos mais potentes quando o problema é a flacidez, e o Ionto DMAE Tenso Active resolve justamente estes problemas: flacidez, rugas e linhas de expressão, proporcionando maior firmeza e tonicidade na pele.

Quero saber mais sobre o Ionto DMAE Tenso Active.

Tratamento para estrias no rosto com microagulhamento.

Elas são raras, mas pode chegar o dia em que você se depara com uma cliente com estrias no rosto. Veja os melhores ativos para realizar esse tratamento.

DMAE.

Sim, o DMAE pode ser utilizado na prevenção das estrias, o que é o ideal. E mesmo quando elas já estão presentes na pele, ele também pode ser um ativo chave.

Raffermine.

Raffermine são frações de soja, muito semelhantes à pele, que estimulam a síntese do colágeno, aumentando a elasticidade e corrigindo falhas, como estrias.

Fatores de Crescimento.

Como falamos, os fatores de crescimento são muito bem reconhecidos por sua ação contra cicatrizes. Bom, uma estria nada mais é do que uma cicatriz da pele que sofreu com excesso de estiramento. Portanto, os fatores de crescimento são uma boa pedida também contra as estrias.

Quais cosméticos utilizar?

Estrias incomodam muitas pessoas, e podem ser difíceis de tratar apenas com cosméticos. Por isso, utilizar o microagulhamento para levar os ativos até uma camada mais profunda da pele é uma boa forma de melhorar o aspecto dessas alterações inestéticas.

Tenso Active.

O Tenso Active, apesar de ser um creme home care, pode muito bem ser utilizado pela profissional de estética. Este creme contém DMAE Nano Vetor e Raffermine, dois dos ativos mais poderosos contra estrias e flacidez da pele.

Quero saber mais sobre o Tenso Active.

Ionto Bio Skin.

O Ionto Bio Skin oferece fatores de crescimento para a melhoria de cicatrizes, marcas na pele ou estrias em qualquer parte do corpo.

Quero saber mais sobre o Ionto Bio Skin.

Tratamento Capilar com Microagulhamento.

A alopecia é muito relacionada aos homens, mas também pode acontecer em mulheres. Comumente associada à genética, também pode estar relacionada a fatores hormonais, estresse, idade, entre outros.

Conheça um tratamento com microagulhamento para alopecia.

Nano T-Growth Hair.

Este ativo é um blend de extratos vegetais, vitaminas e minerais, que juntos formam um aliado contra a queda de cabelo. Com extrato de alcaçuz, este composto conseguiu comprovar efeitos mais rápidos que o minoxidil, conhecido medicamente do mercado. E o melhor: sem os efeitos colaterais.

Quais cosméticos utilizar?

Quando o assunto é queda de cabelo, já ficamos atentos. Afinal, é uma característica que muda muito a nossa estética pessoal. Porém, escolhendo os cosméticos corretos, podemos reverter esse medo.

Linha Cap Therapy.

Esta linha possui dois grandes produtos: o Cap Intense e o Cap Tonic.

Os dois possuem o Nano T-Growth Hair, aliado a fatores de crescimento, que buscam manter o fio forte e saudável.

Microagulhamento dói?

Uma dúvida muito comum antes de fazer o microagulhamento. Afinal de contas, microagulhamento dói?

A resposta nunca é certa. Basta nos perguntarmos: tatuagem dói?

A maioria deve responder que sim, mas mesmo assim, são níveis de dor diferentes para cada pessoa.

Com o microagulhamento, acontece a mesma coisa: enquanto uma pessoa pode sentir dor com agulhas 1,0mm, uma outra pessoa pode receber um tratamento com agulha 1,5mm e não sentir tanto desconforto.

De qualquer forma, profissionais liberados para aplicar microagulhamento com agulhas maiores possuem permissão para utilizarem anestésico tópico na pele da cliente. Afinal de contas, o conforto também conta na hora do atendimento.

Contraindicações do microagulhamento.

Como todo tratamento invasivo, o microagulhamento não pode ser aplicado em alguns casos, como por exemplo:

Acne ativa

Herpes ativa

Psoríase

Doenças de pele

Diabetes não controlada

Devo passar o protetor solar após o microagulhamento?

Entre esteticistas e profissionais que realizam atendimentos de saúde estética, é comum pensar em aplicar o protetor solar na finalização do procedimento. Afinal de contas, protege a pele, e isso é bom.

Porém, nesse caso o indicado é não aplicar o protetor solar. Após o microagulhamento, a pele estará com os canais abertos, como um ferimento, mesmo que superficial. É preciso todo o cuidado com essas aberturas da pele, para não encadear um processo inflamatório. O recomendado é aplicar o filtro solar apenas após 24h da aplicação do microagulhamento.