Óleo de rosa mosqueta: o que é, benefícios e como usar

08/03/2021

Óleo de rosa mosqueta em embalagem transparente.

O óleo de rosa mosqueta é obtido através de uma semente da planta silvestre rosa mosqueta, e pode oferecer muitos benefícios para a sua pele.

Esse óleo ganha destaque entre outros por ser um óleo 100% vegetal, com características únicas, com cerca de 80% de sua composição de ácidos graxos insaturados, como ácido oleico, linoleico e linolênico. Possui também vitamina A e C. 

Os ácidos graxos insaturados, ou ômegas, são responsáveis por regenerar as células da epiderme, ajudando a recuperar mais rapidamente o tecido.

6 benefícios do óleo de rosa mosqueta

Você sabe que nós adoramos ativos naturais, não é? Conheça agora 6 benefícios incríveis do óleo para a sua pele.

1 – Rejuvenescimento

Mulher aplica óleo de rosa mosqueta para rejuvenescer a pele.

O óleo de rosa mosqueta carrega uma formulação natural com vitamina A. Essa vitamina age na renovação celular, e acelera a produção de colágeno na pele. 

Assim, este óleo pode ser aplicado na pele para evitar a flacidez da pele, a formação de linhas de expressão e rugas. 

2 – Hidratação

Para manter a pele com toque macio, aspecto jovem e aparência saudável, é bom ter um óleo de rosa mosqueta na rotina. 

Rico em ácidos graxos essenciais, o óleo também oferece benefícios para a hidratação da epiderme.

3 – Prevenção de manchas

Até mesmo as manchinhas na pele podem ser evitadas com o óleo de rosa mosqueta. 

Além da vitamina A, o óleo tem em sua composição outra vitamina que todo mundo ama: vitamina C.    

A vitamina C é um poderoso antioxidante natural, e além de estimular o rejuvenescimento da pele, também estimula o clareamento e a iluminação, evitando manchas. Assim, a pele é renovada e a pele adota uma aparência uniforme. 

4 – Evita estrias

O principal medo das mulheres em relação a pele do corpo: as temidas estrias. 

Estrias são nada mais do que estiramentos na pele. É como um tecido que, ao ser esticado, gera pequenos danos nos fios. Na pele, o estiramento pode acontecer por ganho de peso, crescimento acelerado ou gravidez, na região do abdômen. 

E como se prevenir das estrias? Dando aquilo que a pele precisa para não sofrer estiramentos: elasticidade. 

O óleo pode ser utilizado na prevenção, acelerando a produção de colágeno na pele, o que a torna mais elástica e hidratada. 

5 – Cicatrização e regeneração 

Sabe aquele machucadinho chato que não quer cicatrizar? Adivinha só quem pode ajudar.  

Enriquecido com ácido oleico, linoleico e também com vitamina A, reforça a síntese de colágeno e de elastina. 

Assim, fortalece a pele e a recuperação é acelerada. 

6 – Trata a foliculite

A foliculite é uma inflamação na raiz dos pelos, nos folículos pilosos que estão espalhados pela nossa pele. 

Normalmente aparece após utilizar a lâmina para barbear ou depilar o corpo. 

A foliculite é muito incômoda, e provoca desconforto físico e psicológico, afetando a aparência. 

O óleo de rosa mosqueta possui efeito anti-inflamatório, e acelera a recuperação da pele afetada pela foliculite, melhorando a textura. 

Como usar o óleo de rosa mosqueta

Depois de conhecer todos esses benefícios, só falta aprender a usar. A melhor parte é que esse óleo é de fácil aplicação, sem muitos segredos. 

Basta pingar algumas gotas no local desejado e, com as mãos limpas, fazer movimentos circulares até total absorção do produto. 

O óleo de rosa mosqueta também pode ser associado com outros produtos, para melhorar o tratamento. 

Aqui na Buona Vita, nós oferecemos o Óleo Potencializador, 100% óleo de rosa mosqueta natural. 

Gostou desse texto? Leia também sobre detox facial e seus benefícios

Dor nas pernas: principais motivos e o que fazer

19/02/2021

Mulher jovem com dor nas pernas sentada no sofá.

A dor nas pernas não é incomum e pode ser causada por diversos motivos, desde má circulação até exercícios muito intensos. E, independente de dor intensa ou leve, sempre nos incomoda. 

Conheça as principais causas que podem estar provocando a dor na sua perna, e o que fazer para se livrar dessa sensação chata. 

4 principais causas da dor nas pernas

 

1. Trabalhar em pé

Se o seu trabalho exige que você passe muitas horas em pé, com certeza você já sentiu a resposta do seu corpo a isso: dores nas pernas e pés, formigamento, cansaço e outros. 

Médicos, enfermeiros, atendentes e muitas outras profissões convivem com isso diariamente, e é importante estar de olho nos sinais de que seu corpo precisa de ajuda. 

Quando ficamos muitas horas nessa posição, o sangue fica localizado nos membros inferiores. Assim, o corpo precisa fazer mais esforço para que o sangue possa circular, obrigando a panturrilha, por exemplo, a empurrar o sangue de volta. 

Esse trabalho se torna árduo para os membros inferiores, gerando dores, inchaço e outros sintomas.

2. Má circulação 

E já que estávamos falando sobre circulação, aqui está ela. A má circulação acontece quando há uma distribuição sanguínea ruim pelo corpo. Ou seja, o sangue tem dificuldade de passar por veias e artérias nos membros inferiores. 

A má circulação pode acontecer com homens e mulheres de todas as idades, porém é mais comum em idosos e mulheres gestantes.

Entre seus principais sintomas, estão:

– dor

– inchaço

– formigamento

– coceira

Se acredita que está com má circulação, é importante buscar um médico para iniciar a busca por uma solução, já que ela pode causar problemas mais sérios.

Saiba mais sobre má circulação no blog do Ministério da Saúde.

3. Retenção de líquido 

Mulher grávida segurando a barriga.

Você já sentiu que estava com inchaço? A retenção de líquido pode acontecer com qualquer pessoa e em várias regiões do corpo, como pernas, pés, abdômen e outras. 

É mais comum em mulheres, principalmente durante a gravidez. Durante essa fase especial da vida de qualquer mulher, o inchaço é uma das muitas mudanças enfrentadas pelo corpo. 

Os membros inferiores retém mais líquido, causando desconforto e cansaço.

4. Exercício intenso

Começou a frequentar a academia há poucos dias? Decidiu praticar corrida depois de muito tempo parado? Dores musculares após iniciar um exercício intenso são normais, tanto nos braços quanto nas pernas. 

Por isso, nunca pule o aquecimento antes do exercício, ou o alongamento após o treino. São etapas importantíssimas para que você possa treinar corretamente, sem precisar pausar muitos dias para recuperar o músculo.

O que fazer para curar a dor nas pernas

É importante destacar que, em caso de dores constantes ou muito intensas nas pernas, é indicado procurar um médico. A sua saúde deve ficar sempre em primeiro lugar. 

Dito isso, temos algumas dicas de como aliviar as dorzinhas chatas nos membros inferiores. 

Massagem

Se você é dessas pessoas que precisa passar muito tempo em pé, vai amar uma massagem nas pernas e nos pés. Além de aliviar o desconforto, também relaxa e acalma. 

Pode ser melhor ainda se associar a massagem com dermocosméticos para alívio do desconforto. É o caso da Loção Masso Relax, com extrato de arnica, óleo de semente de uva, ureia e mentol. 

Produto Loção Masso Relax da Buona Vita.

Banho morno e relaxante

Nada melhor do que chegar em casa depois do trabalho e entrar naquele merecido banho morno. Sem segredos ou remédios, apenas um  bom banho. 

A água aquecida estimula a circulação sanguínea, o que relaxa os músculos, reduzindo a dor e o desconforto. 

Gelo

No caso de dores agudas, como uma torção de tornozelo, uma batida ou até mesmo exercício intenso, a aplicação de compressa de gelo nas primeiras 48 horas é recomendada. 

A compressa de gelo é indicada para reduzir o inchaço e a inflamação, diminuindo também o fluxo sanguíneo no local. 

Sapatos confortáveis

Os sapatos que usamos podem mudar muita coisa, como trazer conforto e até melhorar a postura. E nossos pés merecem um pouco de carinho, não é?

Escolha sapatos que sejam confortáveis para você, e que sejam adequados ao que você planejou. Por exemplo, se for fazer longas caminhadas ou exercícios, o seu tênis precisa ser preparado para impacto. 

Meias de compressão

Sim, até meias podem ajudar com o desconforto nas pernas. As meias de compressão auxiliam na melhora da circulação sanguínea, e podem ser usadas em diversas ocasiões, como gravidez, varizes e má circulação. 

Vale fazer uma visita ao seu médico antes de escolher usar meias de compressão, pois elas também possuem algumas contraindicações, ok?

Gostou desse texto? Você também pode gostar de Redução de medidas e pele firme.  

3 passos simples para ter uma cintura fina

28/01/2021

Passos para ter uma cintura fina.

A cintura fina é o sonho de muitas brasileiras, mas perder peso e medidas pode ser difícil, mas é mais fácil do que parece. E se você também está buscando as melhores maneiras de alcançar essa conquista, precisa conhecer essas dicas. 

Primeiro, é importante entender que, para que mudanças estéticas como essa aconteçam, podem ser necessárias algumas mudanças de hábitos. 

Afinal de contas, a gordura localizada na cintura e no abdômen foram adquiridas com o tempo, através do nosso comportamento. E é mudando este comportamento que vamos nos livrar dela. 

Cintura fina X Gordura localizada

A gordura localizada é a energia reserva do nosso corpo. Para nosso corpo ter energia, precisamos comer. E se passamos da dose, ou comemos alimentos muito calóricos, essa energia ficará localizada em forma de gordura. 

Em homens, a gordura localizada costuma estar presente principalmente no abdômen. Enquanto nas mulheres, está em glúteos, coxas e culote.

E por quê a gordura localizada é tão difícil de queimar? O nosso organismo demora mais para começar a queimar a gordura localizada. Ela é a última que o organismo irá utilizar. 

Por isso, às vezes persistimos com uma rotina de exercícios, perdemos peso mas a gordura localizada continua ali. 

3 passos para ter uma cintura fina

Dieta balanceada

Você já ouviu a frase “você é o que você come”? Se aplica muito a aparência do nosso corpo, não é?

Portanto, a primeira coisa a se fazer é eliminar frituras e consumo de industrializados, como molhos. Essa alimentação, além de não fazer bem para a sua saúde, também carrega muitas calorias e retém mais líquido, causando inchaço.

Procure evitar os excessos, e não comer mais do necessário. O ideal é encontrar os alimentos que nos dão saciedade e saúde.

E nunca esqueça de beber água. É essencial para bons resultados.  

Procurar um nutricionista é a melhor maneira de começar esta mudança de hábito. 

Faça exercícios

Não tem escapatória, vai ter que suar a camisa. 

Exercícios físicos são muito importantes para sua saúde, para emagrecer e para queimar essa gordurinha chata. E se você também está atrás da cinturinha fina, eles são essenciais.

“Então é só fazer abdominal”? Não. Esse é um dos principais erros de quem quer perder a gordura localizada na região abdominal.

Infelizmente, o nosso corpo não queima gordura dessa maneira. Você pode até tonificar os músculos, mas também precisa queimar a gordura localizada por cima deles. Por isso, exercícios aeróbicos são sempre indicados. Experimente correr, pular corda, pedalar, entre outros. 

Uma dica interessante é experimentar o HIIT, exercícios de alta intensidade em pouco tempo, para acelerar o metabolismo e queimar calorias mesmo após você parar de fazer o exercício. 

Apenas realize o HIIT com acompanhamento profissional.

Tratamentos estéticos

Claro que eles não poderiam faltar. Tratamentos estéticos podem acelerar o processo de queima de gordura e ajudar você a chegar mais rápido aos resultados. 

Conheça algumas opções de tratamentos com dermocosméticos e com equipamentos. 

Com dermocosméticos

Os dermocosméticos são seus melhores amigos na perda da gordura. Isso porque carregam ativos que ajudam a acelerar o processo, e que mantém a pele bonita e saudável. 

Algumas opções de tratamentos com dermocosméticos são massagem modeladora e drenagem linfática

Com equipamentos + dermocosméticos

Hoje, a estética oferece tratamentos com diversos equipamentos para acabar com as medidas e modelar o corpo. 

Alguns desses tratamentos são a criolipólise e a radiofrequência

Para sua segurança, lembre sempre de buscar referências sobre seu local de tratamento. 

No final das contas, conseguir modelar o corpo depende muito de nós mesmas. O importante é alcançar os resultados com saúde e bem-estar em primeiro lugar. 

O que achou deste texto? Leia também Como treinar e cuidar do corpo em casa